Cataguases: Polícia Civil prende suspeitos de envolvimento em morte de jovem

Crime foi cometido no dia 13 de fevereiro. Três investigados foram presos.

Nesta quarta-feira (8/6), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu, no município de Cataguases, na Zona da Mata mineira, um homem, de 36 anos, e uma mulher, de 30 anos, suspeitos de serem mandantes do homicídio consumado ocorrido no dia 13 de fevereiro, na mesma cidade. Na época, um jovem de 21 anos foi agredido – com pauladas e chutes – no interior do apartamento da namorada dele.

De acordo com a delegada Érica Nascimento Guedes, além da prisão do casal, a PCMG também prendeu outro homem, de 31 anos, investigado por participação no crime. Ele foi localizado no município de Miraí.

Os três suspeitos foram conduzidos à delegacia e, em seguida, ao sistema prisional, onde permanecem à disposição da Justiça.

Outros envolvidos

Conforme Érica Nascimento, no total, oito pessoas teriam participado do ato criminoso. Além dos três presos na ação desta quarta-feira (8/6), no dia 7 de abril, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) e a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) deflagraram uma operação que resultou no cumprimento de mandados de busca e apreensão expedidos contra dois adolescentes, de 16 e 17 anos.

Um terceiro jovem, que completou a maioridade este ano, também se encontra preso por tráfico. Além disso, outro investigado permanece no sistema prisional por ter cometido o crime de homicídio em outra ocasião.

Segundo a delegada, um suspeito continua foragido, mas os levantamentos prosseguem.

Dinâmica

Segundo Érica Guedes, o homicídio teria sido motivado por vingança, em virtude de um furto de uma motocicleta, ocorrido no dia 12 de fevereiro. “Trabalhos investigativos indicaram que o crime teria ocorrido como forma de retaliação pelo furto do veículo”, explica.

As vítimas desse crime contra o patrimônio foram presas hoje. “A motocicleta era do casal e foi furtada no dia 12 de fevereiro, no prédio deles, e recuperada no mesmo dia pelos próprios donos, próximo ao imóvel. Esse mesmo casal identificou, por meio de acesso a imagens de câmera do prédio, quem seria o suposto autor do furto e que ele estaria em um apartamento no mesmo prédio”, conta, explicando que, na manhã do dia 13 de fevereiro, em retaliação ao ocorrido, investigações apontaram que o casal teria facilitado a entrada de seis pessoas no local, entre elas, três adolescentes e três adultos, abrindo a porta do prédio para que elas fossem até o apartamento do suposto autor do crime de furto.

Na ocasião, as seis pessoas arrombaram a porta do apartamento, portando pedaços de madeira. “Mas, no local, não encontraram o homem e agrediram o cunhado dele, pois achavam que ele também teria envolvimento com o crime de furto”, relata, complementando que a vítima chegou a ser socorrida e encaminhada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu dias depois.

Fonte: PCMG

Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo