Comerciante de Manhuaçu é assassinado durante assalto na BR-116

O corretor de café em Manhuaçu, Juarez Gomes, 62 anos, conhecido como Faísca, foi assassinado durante um latrocínio (roubo seguido de morte) nesta sexta-feira, 29/01. O crime foi no km 586 da BR-116, entre os distritos de Vilanova e São Pedro do Avaí.

Juarez sacou 48 mil reais no banco Bradesco, em Realeza, e iria fazer pagamentos no distrito de Dom Corrêa. Por volta de 15 horas, ele saiu em seu veículo Jetta. Logo em seguida, próximo ao radar da BR-116, ainda em Realeza, parou para dar carona a uma mulher que ele conhecia. No mesmo instante, outra mulher estava no ponto e também pediu que a levasse. Essa ainda não foi identificada.

Após passar por Vilanova, próximo à uma pedreira, a passageira desconhecida pediu para desembarcar. Quando parou o veículo, chegaram dois homens armados numa motocicleta.

Percebendo a ação dos criminosos, Juarez acelerou o veículo em fuga, quando um dos autores efetuou um disparo. A bala atingiu as costas dele, na altura do ombro esquerdo.

Mesmo baleado, Juarez ainda continuou conduzindo o veículo pela rodovia. Cerca de 300 metros adiante, começou a desfalecer e perdeu o controle direcional. Primeiro bateu na parte traseira de uma carreta cegonheira e, em seguida, num Saveiro que vinha sentido contrário e rodou na pista.

Juarez morreu no local. O envelope com o dinheiro sacado no banco estava na lateral da porta do motorista e não foi levado pelos bandidos. O condutor do outro veículo foi conduzido pelos Bombeiros para o hospital de Manhuaçu com dores na região lombar.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) adotou as providências no local. Equipes da Polícia Militar e Polícia Civil também foram mobilizadas. A outra passageira, conhecida de Juarez, que estava no veículo no momento do disparo, relatou que não conhece a outra mulher. Ela estava pedindo carona no mesmo local.

Policiais verificaram imagens de câmeras de comércios e observaram a motocicleta seguindo atrás do veículo no trecho de Realeza a Vilanova. Dois suspeitos estão sendo investigados.

Fonte: Carlos Henrique Cruz / Portal Caparaó


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo