Covid: com fila por leitos e temendo falta de insumos, Prefeitura de Ubá anuncia novas medidas

Guia Muriaé no WhatsApp

A Prefeitura de Ubá publicou, nesta sexta-feira (26), o Decreto Municipal 6.567/2021, que estabelece medidas mais rígidas de enfrentamento à Covid-19 e prorroga, até o dia 04 de abril, a vigência do decreto 6.561/2021 que inseriu o município na Onda Roxa do Plano Minas Consciente.

As novas regras incluem o fechamento das indústrias não integrantes da cadeia alimentícia; a suspensão dos cultos, celebrações e atividades presenciais em igrejas e templos; a proibição do funcionamento presencial do comércio e setor de serviços, que pode atender somente por delivery, com portas fechadas (proibida a retirada na porta ou balcão); a suspensão dos atendimentos eletivos não essenciais nos consultórios e clínicas particulares e a proibição do funcionamento do comércio de produtos alimentícios, inclusive supermercados, minimercados, hortifrutigranjeiros, açougues, peixarias e padarias, nos dias 02 e 04 de abril de 2021.

O decreto também suspende, até o dia 30 de abril de 2021, todos os eventos públicos ou privados, de qualquer natureza, inclusive aqueles com alvará já emitidos.

Fila de espera de leitos

Ubá tem hoje 100% dos leitos de UTI exclusivo Covid ocupados e pacientes na fila de espera por leitos. O município também enfrenta o risco de falta de insumos para o tratamento intensivo de pacientes agravados pela doença.

Para estabelecer medidas conjuntas de prevenção e combate ao coronavírus, a Prefeitura de Ubá e membros do Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid se reuniram com representantes do Sindicato das Indústrias Moveleiras, do Sindicato dos Trabalhadores das Industrias Moveleiras, da Associação dos Contadores, das Forças de Segurança – Polícia Militar de Minas Gerais e Corpo de Bombeiros e do Ministério Público de Minas Gerais e com prefeitos da região.

Durante pronunciamento realizado nesta tarde, o Prefeito Edson Teixeira Filho destacou o agravamento da crise sanitária em Ubá e a necessidade da adoção de medidas mais restritivas para o enfrentamento à Covid. “O município de Ubá vive uma situação muito difícil do ponto de vista da saúde. Mesmo com a ampliação de leitos clínicos e de UTI, o Hospital Santa Isabel, que é referência regional no tratamento da Covid-19, tem registrado taxas de 100% de ocupação de leitos e pacientes na fila, aguardando internação. Além disso, registramos um elevado número de casos confirmados e de óbitos nos últimos dias. Diante desta realidade, não temos outra alternativa senão estabelecer regras mais rígidas dentro da onda roxa. Ao longo dessa semana, estivemos nos reunindo com empresários, representantes dos sindicatos patronais e funcionais e prefeitos da região para discutir o estabelecimento de atitudes conjuntas para tentar frear o avanço desta doença. O decreto, publicado hoje, trará mudanças necessárias. Mas somente com a contribuição de toda a população, cada um cuidando de si e de sua família, vamos consegui vencer o coronavírus”, disse.

Minas Gerais segue na onda roxa até abril

Todas as macrorregiões de Minas Gerais permanecerão na onda roxa até a Páscoa, em 4 de abril. A decisão foi tomada na quarta-feira (24/3) durante reunião do Comitê Extraordinário Covid-19.

Fonte: PMU

WhatsApp Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754
Seguir o Guia Muriaé no Google News
📲 Acompanhe o GUIA MURIAÉ - Facebook / Instagram / Telegram / Threads / TikTok / Twitter / YouTube / WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Guia Muriaé no WhatsApp
Botão Voltar ao topo