Discussão por causa de pneus termina em homicídio em Manhuaçu



Um homem de 35 anos foi morto a tiros, na noite dessa sexta-feira (9), num bar na região da Ponte do Evaristo, zona rural de Manhuaçu.

Testemunhas contaram à polícia que, por volta das 21h30, havia oito pessoas bebendo no estabelecimento. Jailson José Guimarães estava no local e teve uma discussão com um jovem, de 18 anos, por conta de pneus que tinha emprestado para o rapaz.

O rapaz então saiu do bar e voltou pouco depois, sentando numa cadeira do lado de fora. Nesse momento, Jailson teria se dirigido ao mesmo novamente, dizendo: “Me devolve os pneus, com você eu resolvo de qualquer jeito, se tiver armado pra mim tanto faz”.




Logo após ter dito isso, Jailson se virou de costas e saiu andando em direção ao balcão. Testemunhas disseram que o jovem se levantou, foi atrás, sacou a arma e atirou duas vezes nas costas da vítima.

O Corpo de Bombeiros compareceu ao local para socorrer a vítima, contudo Jailson estava sem vida. A perícia da Polícia Civil fez os levantamentos no bar sobre o homicídio.

O proprietário do estabelecimento e testemunhas reconheceram o autor pelas fotografias apresentadas pela Polícia Militar. Na casa do irmão do rapaz, a PM encontrou a bermuda que ele usava no momento do crime.

Apesar do rastreamento, o suspeito ainda não foi encontrado.

Fonte: Portal Caparaó

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.