Fabricante de celular e loja indenizam consumidor em Visconde do Rio Branco



A Nova Pontocom Comércio Eletrônico S.A. e a Via Varejo S.A. terão de devolver R$ 499 a um consumidor que comprou um celular novo com defeito. Já a fabricante LG Electronics do Brasil Ltda. terá de pagar R$5 mil por danos morais. A decisão é da 11ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), que modificou sentença da Comarca de Visconde do Rio Branco.

O consumidor afirmou que, em setembro de 2012, comprou um celular desbloqueado 1.3 Dual Chip, da marca LG, comercializado pela empresa de varejo. Como o aparelho apresentou diversos problemas, ele entrou em contato com a fabricante e encaminhou o produto à assistência técnica, em janeiro de 2013.




Contudo, passaram-se mais de três anos até a propositura da ação, sem que o celular tivesse sido devolvido. O comprador disse ainda que, por diversas vezes, tentou solucionar o problema de forma pacífica, tendo realizado uma reclamação administrativa, sem sucesso.

Em primeira instância, o entendimento do Judiciário foi que havia obrigação de devolução do valor, mas não se configuraram danos morais passíveis de indenização.

O consumidor levou o caso ao Tribunal. Para a relatora do recurso, desembargadora Shirley Fenzi Bertão, a indenização por danos morais é devida, visto que restou devidamente comprovado o descaso e o desrespeito pelo consumidor.

A magistrada acrescentou que, ao não conseguir solucionar o problema, o cliente foi obrigado a procurar o Procon e, “mesmo após várias tentativas, viu-se impedido de usar o produto adquirido por um grande lapso de tempo, fato que, certamente, ocasionou danos que extrapolam a esfera dos meros aborrecimentos do dia a dia”.

Os desembargadores Marcos Lincoln e Alexandre Santiago votaram de acordo com a relatora.

Fonte: TJMG

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.