Falsa comunicação de crime: jovem é preso após inventar que família teria sido mantida refém

A Polícia Civil do Estado de Minas Gerais prendeu em flagrante um jovem de 19 anos, recruta do Exército Brasileiro, por falsa comunicação de crime, no município de Juiz de Fora.

Ele relatou que a família dele teria sido mantida refém por dois autores armados e que diversos bens teriam sido subtraídos e danificados, na madrugada de segunda-feira (08), mas admitiu ter criado a história, pois, segundo ele, não queria continuar atuando no serviço militar.

De acordo com informações do Delegado Carlos Eduardo Santos Rodrigues, os policiais civis da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos foram acionados, em virtude das informações relatadas pelo rapaz, sobre o suposto crime que teria acontecido. “Os investigadores iniciaram os levantamentos preliminares e verificaram que a versão do jovem apresentava diversas falhas. Ele disse que os autores subtraíram um veículo, mas não sabia sequer a placa do automóvel”, contou.

Segundo a autoridade policial, os agentes também solicitaram que o jovem acompanhasse a Polícia até a casa dele. “Mas ele inventou várias versões, inclusive, indicando a casa errada”, explicou. Após uma série de diligências, os policiais civis localizaram a residência correta da família e entrevistaram os familiares, confirmando que nada havia ocorrido. Ele também confessou ter inventado os fatos.

O suspeito recebeu voz de prisão em flagrante por falsa comunicação de crime e foi conduzido até a unidade policial.

Fonte: PCMG


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo