Home / Notícias / Região / Foragido da Justiça morre após atirar no próprio peito durante abordagem policial

Foragido da Justiça morre após atirar no próprio peito durante abordagem policial

Um homem de 35 anos morreu após atirar no próprio peito durante uma abordagem policial. O caso aconteceu na terça-feira (16), na zona rural de Ervália. O homem era foragido da Justiça e acabou falecendo nessa quarta-feira (17).

Em cumprimento a mandados de busca e apreensão e de prisão, equipes das Polícias Militar e Civil deslocaram até a localidade conhecida como Caatinga. No local, os policiais surpreenderam um foragido da Justiça dormindo em uma barraca na cobertura de um imóvel.

Ao perceber a presença policial, ele tentou sacar uma arma. Os agentes rapidamente se jogaram em cima do autor, que estava deitado. Embora tenha ficado com os braços imobilizados e prensados entre seu peito e o solo, ele acabou conseguindo efetuar um disparo de arma de fogo, que atingiu seu tórax.




De imediato, o foragido da Justiça recebeu voz de prisão e foi socorrido pelos próprios policiais e levado para uma unidade de saúde em Ervália. Após os primeiros atendimentos médicos, ele foi encaminhado para um hospital na cidade de Ubá, onde permaneceu sob escolta de agentes penitenciários.

No local da abordagem foi apreendida uma Honda XR 250 Tornado, cor preta, com chassi raspado, um revólver calibre 38, carregado com cinco cartuchos intactos e uma munição deflagrada, outras quatro munições calibre 38 intactas, 10 munições calibre 36 intactas e outra do mesmo calibre deflagrada e duas toucas ninjas, além de outros materiais.

O foragido da Justiça era considerado de alta periculosidade e acabou vindo a óbito ontem. O mandado de prisão era referente a crimes de homicídio e furto.




Fonte: Guia Muriaé




Confira também

Trecho da BR-040 será interditado neste domingo em Juiz de Fora

Um serviço de implantação de uma rede de energia elétrica pela empresa Cemig causará a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *