Home / Notícias / Região / Governo de MG quer dispensar vigilantes das escolas públicas

Governo de MG quer dispensar vigilantes das escolas públicas

O Governo de Minas Gerais estaria planejando dispensar os vigilantes das escolas públicas da rede estadual. É o que garante o Sindicato dos Vigilantes de Minas Gerais.

Em nota divulgada nessa quinta-feira (14), a diretoria do Sindicato lamentou o massacre na escola de Suzano (SP), que resultou na morte de 10 pessoas e 23 feridos, e se solidariza com seus familiares e amigos.

Para o Sindicato, chamou a atenção a facilidade com que os assassinos tiveram acesso às dependências da escola, cujo portão principal encontrava-se aberto. A inexistência de vigilância patrimonial no local também pode ter contribuído para agravar a situação.




Diante desse fato lamentável, que pode vitimar pessoas em quaisquer cidades, a diretoria do Sindicato acompanha com preocupação a intenção do Governo de Minas Gerais de acabar com a presença de vigilantes nas escolas públicas estaduais.

No entendimento do Sindicato, ao contrário dessa medida, o governo deveria é se preocupar em melhorar a segurança nas escolas e lugares públicos.

– O ideal seria a contratação de mais profissionais de vigilância privada e a ampliação do efetivo da Polícia Militar. Assim sendo, lutaremos para barrar essa intenção do governo e evitar que tragédias como essa ocorram em Minas – afirma o Sindicato.




Em nota, a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) afirmou que, apesar da crise financeira no Estado, está se esforçando para dar continuidade aos serviços de vigilância contratados para atuar em escolas estaduais.

– Ressaltamos que a Polícia Militar realiza patrulhamento e rondas preventivas nas imediações das unidades de ensino, com intuito de reforçar a segurança de estudantes e servidores. O trabalho também abrange escolas municipais e particulares.

Além disso, a secretaria destacou que mantém outros programas de enfrentamento à violência no ambiente escolar, que envolvem ações pedagógicas.

Fonte: Guia Muriaé, com informações do Estado de Minas

Confira também

Polícia Civil apreende adolescente suspeito de homicídios em Cataguases

Nessa quarta-feira (20), a Polícia Civil de Cataguases deu cumprimento a um mandado de apreensão …

Um comentário

  1. Trabalho em uma escola estadual. Nunca soube desse cargo. Como querem.dispensar algo que não existe?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *