Governo de Minas envia força-tarefa de enfrentamento à covid-19 a Cataguases

A força-tarefa de enfrentamento à pandemia de covid-19 da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) esteve na cidade de Cataguases na terça-feira, 2/6. A visita técnica, articulada pela Gerência Regional de Saúde (GRS) de Leopoldina, teve como objetivo monitorar a realidade da pandemia e propor apoio técnico aos gestores hospitalares e municipais. A partir do encontro, será possível traçar um panorama da realidade assistencial e elaborar o plano de ação para aprimorar o atendimento à população.

Além dos profissionais da SES-MG, participaram da ação representantes do Ministério Público de Minas Gerais, gestores do município, profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Cataguases e representantes do hospital da cidade.

Durante a manhã, a equipe da força-tarefa visitou o Centro Covid-19 e a Unidade Básica de Saúde João Batista do Carmo Milani. No período da tarde, as visitas foram realizadas no setor de Vigilância e Epidemiologia da SMS e no hospital da cidade, Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Cataguases.

A enfermeira e coordenadora da força-tarefa, Adriana Vilella Ávila de Castro, explica como são determinados os locais onde a atividade é desenvolvida. “Atuamos quando os indicadores aumentam, e principalmente quando sobem de forma distinta do resto da região”. Adriana também destaca alguns pontos observados durante a visita. “Chegando aqui observamos que as ações estão ocorrendo, não fizemos pontuações graves, somente algumas situações que já foram esclarecidas durante a própria visita. Pensamos que outros aspectos podem estar ligados a esse aumento súbito, principalmente de óbitos. Temos variantes novas que estão sendo estudadas, e ainda não se sabe se são mais agressivas. O relato da equipe de saúde do hospital daqui está coerente com as observações de outras equipes que temos visitado. A diminuição da faixa etária de pacientes necessitando de UTI, a questão da obesidade ser um fator de risco, e uma piora muito rápida no quadro dos pacientes. Temos agora um redesenho da doença, que diverge dos momentos anteriores”, disse.

A coordenadora de Vigilância em Saúde do município, Amanda Silva de Souza Penha, classifica como proveitosa a atuação dos profissionais da SES-MG. “A vinda da força-tarefa ajudou a fazer um diagnóstico de nossas potencialidades e de nossas falhas, que podem ser corrigidas. Temos a certeza que a ação será um reforço para o combate à covid-19. Essa ação nos dará muitos frutos e consideramos um apoio, uma esperança para podermos vencer esse mal que é a covid-19”, ressaltou.

A partir do que a equipe identificou, será elaborado um levantamento com todos os pontos e observações. Na próxima semana será realizada reunião com todos os atores envolvidos para a entrega do relatório.

Fonte: Gustavo Santos Ribeiro / SES-MG


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo