Governo do Rio abre 5 mil vagas administrativas na PM e Bombeiros, com salário de R$ 2,6 mil. Entenda

Inscrições ainda não tem data para começar. Segundo governo, edital deve ser divulgado "em breve"

Guia Muriaé no WhatsApp

O Governo do Rio de Janeiro anunciou a abertura de 5 mil vagas para cargos administrativos na Polícia Militar (PM) e no Corpo de Bombeiros.

Essa iniciativa visa permitir que agentes que atualmente exercem funções burocráticas nas duas corporações possam retornar às ruas. O programa, denominado “Corpo de Jovens Voluntários”, terá duração inicial de um ano e destina-se a jovens com idades entre 18 e 29 anos. O salário oferecido será de R$ 2,6 mil.

Ainda não há uma data específica para o início das inscrições, mas o governo afirmou que o edital com todos os detalhes será divulgado em breve. Os jovens selecionados trabalharão 40 horas por semana, em jornadas de 8 horas diárias, e receberão uma remuneração correspondente a dois salários mínimos, totalizando R$ 2.640.

Para se candidatar, será necessário possuir o Ensino Médio completo, estar em dia com as obrigações eleitorais, ter boas condições de saúde e apresentar atestado de bons antecedentes.

O decreto que regulamenta o programa foi publicado no Diário Oficial do Rio, na edição desta quarta-feira (21). A criação do “Corpo de Jovens Voluntários” está respaldada pela lei federal nº 10.029, de 2000, que estabelece que o número de voluntários para serviços administrativos e auxiliares de saúde na PM e no Corpo de Bombeiros não pode exceder a proporção de um voluntário para cada cinco integrantes das corporações. Portanto, 3 mil jovens serão contratados para a PM e outros 2 mil para o Corpo de Bombeiros.

O programa terá uma duração máxima de um ano, podendo ser prorrogado por igual período. Conforme estabelecido pela lei, o serviço voluntário não gera vínculo empregatício nem obrigações de natureza trabalhista, previdenciária ou afins.

Segundo o governo, os voluntários serão distribuídos pelos batalhões da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros em todo o estado. Nas unidades em que houver agentes aptos para o trabalho nas ruas, ou seja, que não apresentem deficiência física ou problemas psicológicos que os impeçam, os militares serão realocados das funções administrativas para as operacionais.

O governador Cláudio Castro destacou os benefícios do programa tanto para os jovens quanto para a administração pública e para a sociedade em geral. Ele afirmou que o programa afastará muitos jovens do ócio e da ameaça de cooptação pelo crime organizado, além de promover a aproximação entre a sociedade e as corporações militares.

O Governo do RJ informou que os custos das contratações serão vinculados aos orçamentos da Secretaria de Polícia Militar e de Defesa Civil, e os municípios também poderão participar do processo por meio de convênios. Um chamamento público será feito às prefeituras do Rio de Janeiro a partir do desenvolvimento do programa.

Fonte: Guia Muriaé, com informações do Jornal Extra

WhatsApp Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754
Seguir o Guia Muriaé no Google News
📲 Acompanhe o GUIA MURIAÉ - Facebook / Instagram / Telegram / Threads / TikTok / Twitter / YouTube / WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Guia Muriaé no WhatsApp
Botão Voltar ao topo