Homem é preso suspeito de abusar sexualmente de mulher com problemas mentais



Um homem de 40 anos foi preso, na noite de sábado (31), pelo crime de estupro de vulnerável em Tombos. Ele teria abusado sexualmente de uma mulher com problemas mentais.

Uma testemunha acionou a polícia após ver o autor de mãos dadas com a vítima, de 33 anos, levando-a a um local escuro, parecendo estava sendo “carregada” à força.

A testemunha ainda disse que ouviu a vítima dizer a seguinte expressão: “Não, não, não”, umas três ou quatro vezes. E ouviu o autor dizendo: “Vamos aqui sim”. Eles seguiram o trajeto, passando por uma passarela que transpõe o Rio Carangola e indo até os fundos do Posto de Saúde.




O autor foi localizado pela polícia e disse que a vítima esteve em uma barberia onde ele se encontrava e o chamou para “morar com ele”. Ele negou ter estuprado a vítima, mas confirmou que foi até o local escuro com ela, onde conversaram sobre morarem juntos.

Por outro lado, a vítima afirmou que houve a prática de sexo anal, que o autor chamou-a para fazer um lanche, acabando por puxá-la para atrás do Posto de Saúde, onde retirou sua roupa e consumou o ato. Disse ainda que o autor a jogou ao solo, contudo não houve lesão.

O representante legal da vítima relatou que ela possui problemas mentais, fazendo tratamento com diversos medicamentos controlados.

Durante o desenrolar da ocorrência, o autor ainda xingou um dos policiais militares e ameaçou a vítima, dizendo: “Assim que sair da cadeia vou te pegar”.

Diante dos fatos, o autor recebeu voz de prisão em flagrante delito por estupro, injuria e ameaça. Ele foi conduzido a Delegacia de Plantão em Muriaé.

Fonte: Guia Muriaé

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.