Homem é preso suspeito de pedofilia em Viçosa



Um homem de 36 anos foi preso em flagrante, nesta quinta-feira (17), suspeito de pedofilia na cidade de Viçosa. Ele vai responder pelo crime do artigo 241-A da Lei 8069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente), que prevê penas de 3 a 6 anos de reclusão e multa. A prisão aconteceu durante a operação “Luz na Infância 2”.

Segundo informações da Polícia Civil, foram apreendidos seis pen drives, cinco aparelhos celulares, dois chips de aparelho celular, 1.689 mídias (entre CDs e DVDs), duas câmeras para filmagem e três notebooks. Também foram localizadas quatro CPUs, um HD, um cartão de memória e quatro videogames.

A operação é considerada a maior ação do país de combate à pornografia infantil e é coordenada pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública. As equipes procuram arquivos com conteúdos relacionados a crimes de exploração sexual contra crianças e adolescentes.




Em Minas Gerais foi encontrado o principal alvo da operação. Um jovem de 26 anos, advogado e com alto poder aquisitivo, foi preso em Uberlândia. De acordo com a polícia, com ele foram encontrados pelo menos 750 mil arquivos, dentre imagens e vídeos de exploração sexual de crianças e adolescentes. “São tantos arquivos, que a perícia espera que sejam necessárias 12 horas para o download de todos. Elas serão analisadas porque ainda é possível que se tenham imagens em que o indivíduo participe”, afirmou o coordenador de Operações da Superintendência de Investigação de Polícia Judiciária, Matheus Cobucci.

No Estado, as ações ocorreram nas cidades de Betim, Belo Horizonte, Além Paraíba, Baependi, Barbacena, Carmo do Cajuru, Cataguases, Contagem, Divinópolis, Entre Rios de Minas, Formiga, Governador Valadares, Guaxupé, Ibirité, Ibiá, Ipatinga, Itabirito ,Juiz de Fora, Manhuaçu, Muriaé, Pará de Minas, Sarzedo, Sete Lagoas, Santa Luzia, São Gonçalo do Sapucaí, São Gotardo, São Sebastião do Paraíso, Tarumirim, Timóteo, Uberaba, Viçosa e Uberlândia.

A operação contou com 2,6 mil policiais civis que cumprem mais de 500 mandados de busca e apreensão de arquivos com conteúdos relacionados a crimes de exploração sexual contra crianças e adolescentes.

Fonte: Guia Muriaé, com informações da Agência Brasil e O Tempo

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.