Homem que matou 5 filhotes de cachorro a marteladas é indiciado por maus-tratos em MG

Caso foi investigado pela Polícia Civil de Barbacena, que encaminhou inquérito ao Ministério Público. Lei prevê até 5 anos de reclusão, com aumento de 1/3 da pena em caso de morte do animal.

Guia Muriaé no WhatsApp

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) encerrou o inquérito policial que apurou a morte de cinco cães filhotes, ocorridos na Colônia Rodrigo Silva, em Barbacena, em dezembro do ano passado. Na ocasião, foi compartilhado em redes sociais um vídeo onde o homem aparece agredindo os animais com um martelo.


O investigado, que é estudante de veterinária, afirmou ter sacrificado os animais por suspeitar que eles estivessem contaminados por uma doença chamada cinomose. Porém, de acordo com as investigações e com a perícia realizada nas imagens, foi apurado que caso a doença realmente existisse, era algo que poderia ser tratado e jamais seria permitido que os animais fossem sacrificados daquela forma.

O delegado responsável pelas investigações, Alexandre Ramos, destacou que, mesmo que os filhotes estivessem com a doença e não houvesse possibilidade de cura, a forma com que os animais foram mortos foi um ato cruel. Em casos onde a doença está em fase terminal, a eutanásia só pode ser realizada em ambiente veterinário, por um profissional habilitado e em um processo que seja indolor aos animais.

O suspeito foi indiciado, e o inquérito policial, encaminhado ao Ministério Público para as providências cabíveis.

Fonte: PCMG

WhatsApp Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754
Seguir o Guia Muriaé no Google News
📲 Acompanhe o GUIA MURIAÉ - Facebook / Instagram / Telegram / Threads / TikTok / Twitter / YouTube / WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Guia Muriaé no WhatsApp

Botão Voltar ao topo