Instituto Energisa recebe inscrições para ocupação gratuita de espaços culturais

Edital ficará aberto durante todo o ano de 2024 e selecionará novos projetos a cada trimestre

Guia Muriaé no WhatsApp

O Instituto Energisa, mantido pelo Grupo Energisa, está com inscrições abertas para ocupação gratuita de centros culturais da organização em Cataguases (MG), Nova Friburgo (RJ) e João Pessoa (PB) durante 2024. O edital é voltado para profissionais e atores das artes culturais e tem o objetivo de promover maior integração entre as entidades e a sociedade, fomentando o desenvolvimento cultural regional através de experiências interativas e transformadoras. Em 2023, o Instituto Energisa realizou 429 atividades com as mais diversas linguagens para cerca de 70 mil pessoas.


Neste ano, a iniciativa traz algumas novidades no regulamento. O edital ficará aberto durante todo o ano de 2024 e, a cada três meses, uma comissão selecionará os projetos inscritos no período para a montagem da programação. Essa medida ajudará a promover a rotatividade e aumentando a pluralidade dos centros culturais. As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas através do preenchimento deste formulário:

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfDn7eRntebQphhydbNdq6lrnn2Bp7tj97IwAIBuh0ZCdp7mA/viewform

“Estamos entusiasmados com a variedade de propostas que esperamos receber e acreditamos que este edital contribuirá significativamente para o enriquecimento cultural das comunidades envolvidas. Queremos tornar os espaços culturais geridos pelo Instituto ainda mais acessíveis para artistas e profissionais da área, com uma programação plural e diversa. Nosso compromisso é fortalecer as expressões culturais regionais e promover interações significativas nestas regiões”, afirma Delania Cavalcante, coordenadora de Investimento Social do Grupo Energisa.

Inovação, pluralidade, acessibilidade, relevância conceitual, abrangência de público, fomento a novos talentos e originalidade são alguns dos critérios de seleção do edital, que receberá projetos nas áreas de Artes Cênicas, Cinema, Exposições, Inovação e Música. Os resultados da primeira seleção serão divulgados em 30 de janeiro. O regulamento está disponível neste link, e traz mais detalhes sobre o cronograma de divulgação de resultados, processo de inscrição, condições de participação entre outros fatores.

A Usina Cultural da Energisa em João Pessoa (PB) se mostrou o espaço ideal para receber o Palco Tabajara, projeto contemplado em edições passadas do edital que é uma espécie de vitrine da música autoral paraibana. “A sala tem uma boa estrutura e ótima acústica. Há um jardim externo que permite uma interação entre os artistas e público, e o local tem um histórico de identificação com a classe artística paraibana. É um ganho enorme para nós levar o Palco Tabajara para lá”, conta Naná Garcez, diretora-presidente da Empresa Paraibana de Comunicação, organização que comanda a iniciativa. A remuneração que a Energisa ofereceu aos artistas foi outro fator bastante atrativo, complementa. “Em geral, levamos o projeto para a Usina Cultural em épocas de baixa temporada, quando não há muitos shows e festas na cidade. Por isso, a remuneração é muito positiva para os músicos.”

Da concepção e ensaios até a apresentação, o espetáculo “Não é tão preto no branco” foi inteiramente produzido na Usina Cultural da Energisa de Nova Friburgo (RJ), conta o produtor cultural João Leonardo de Almeida, idealizador do projeto. “A aprovação neste edital foi fundamental para que o espetáculo de fato existisse. Temos uma carência de teatros na cidade, e a Usina forneceu toda a estrutura de iluminação, sonorização, camarins e de funcionários que precisávamos durante todo o processo de criação e execução. O edital tem uma característica fundamental que é oferecer uma casa para que a arte possa acontecer nas cidades”, compartilha.

O músico Murilo Abrita também se surpreendeu com a estrutura que encontrou no Centro Cultural Humberto Mauro, em Cataguases (MG), ao ser aprovado no edital do Instituto Energisa. Lá, o artista apresentou o “Show das Canções”, apresentação que reuniu seus principais trabalhos, e gravou a apresentação em CD e DVD. “A estrutura foi maravilhosa, desde a iluminação, ao som e até ao palco. Esta oportunidade me ajudou muito a difundir e potencializar o meu projeto musical. Sem ela, os gastos teriam sido muito maiores e eu não teria conseguido gravar o show”, conta.

Criado em 2022, o Instituto Energisa tem como missão fortalecer as potências locais e promover a troca de conhecimento inter-regional, valorizando e integrando as diferentes culturas que compõem a rede de localidades atendidas pelo Grupo Energisa. Desde então, o Instituto apoiou projetos culturais em dez estados (Minas Gerais, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Sergipe, Tocantins, Rondônia, Acre e São Paulo) e recebeu investimentos da ordem de R$ 22 milhões.

Fonte: Energisa

WhatsApp Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754
Seguir o Guia Muriaé no Google News
📲 Acompanhe o GUIA MURIAÉ - Facebook / Instagram / Telegram / Threads / TikTok / Twitter / YouTube / WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Guia Muriaé no WhatsApp

Botão Voltar ao topo