Investigado por estelionato em Janaúba é preso na Zona da Mata

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu três homens suspeitos por estelionato. A vítima, um idoso de 94 anos, morador de Janaúba, no Norte do estado, denunciou o crime no dia 31 de agosto, data de início das investigações.

Os suspeitos foram autuados em flagrante na cidade de Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, e confessaram o crime. Os três foram encaminhados ao sistema prisional e estão à disposição da Justiça.

Estelionato

Conforme apurado, os suspeitos teriam encaminhado mensagens de SMS para o celular da vítima informando sobre um saque realizado na conta dela, no valor de R$ 500, e uma compra de R$ 1.850 no cartão de crédito. De acordo com as mensagens, as transações teriam sido realizadas na cidade de Santo André, em São Paulo.

A vítima não reconheceu as operações e foi orientada a ligar para o SAC do banco para contestá-las. Tudo indica que as ligações realizadas pela vítima foram interceptadas e desviadas pelos suspeitos. Durante a ligação o suposto atendente solicitou o endereço, dados dos cartões, senhas e uma carta escrita pela vítima, de próprio punho, informando que ela desconhecia as operações e que autorizava a Polícia Civil a investigar o caso.

Em seguida, o idoso foi aconselhado a juntar os cartões, as senhas e a carta e entregá-las a um funcionário do banco que iria até a casa dele para recolher os documentos e providenciar o cancelamento dos cartões e das operações efetuadas. O suspeito informou ainda que uma investigação policial seria iniciada.

Instantes depois um homem compareceu à casa da vítima, identificando-se como funcionário do banco responsável pelo recolhimento dos documentos, momento em que a vítima entregou todos os cartões e informações conforme orientada. Entre os documentos havia oito cartões de bancos diversos, todos pertencentes à vítima.

Investigação

Após perceber que poderia ter sido vítima de um golpe, a vítima, com a ajuda de familiares, acionou a polícia, que compareceu à casa do idoso. O homem informou à equipe da PCMG a existência de dois saques na conta bancária dele, cada um no valor de mil reais.

Em contato com o gerente do banco, os policiais tiveram acesso às câmeras de segurança do local e, por meio dessas imagens, conseguiram identificar as características do suspeito que sacou o dinheiro e a trajetória percorrida por ele após sair do estabelecimento. A equipe ainda identificou o carro que ele usou e verificou que ele estava acompanhado de outras duas pessoas.

Prisão

De acordo com as delegadas Wendy Martins e Raquel Gontijo, as informações foram repassadas para a Polícia Rodoviária Federal (PRF), que foi alertada sobre o crime cometido, as características dos três indivíduos e o veículo ocupado por eles.

Os homens foram interceptados em Juiz de Fora e com eles encontrados diversos comprovantes de transações feitas, na cidade de Janaúba, com os cartões da vítima. Também foi apreendido R$1.535 em dinheiro e uma máquina de cartão de crédito, na qual foram creditados R$35 mil somente no dia 31 de agosto.

Alerta

O chefe do 11º Departamento, delegado-geral Jurandir Rodrigues, alerta que jamais deve-se entregar cartões bancários a pessoas estranhas, mesmo que elas afirmem serem funcionárias de agência bancária. “Na dúvida, vá até o banco. Se estiver com dificuldade em transitar, solicite um familiar que o faça. Desconfie!”, orienta.

Fonte: PCMG


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo