Investigador da Polícia Civil mata companheira e se suicida em seguida



Um investigador da Polícia Civil de Minas Gerais matou sua amásia e se suicidou logo em seguida, na noite de sábado (10), em São Joaquim de Bicas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Cassio Barbosa de Souza, de 45 anos, atirou contra Bruna Christina de Souza e Souza, de 33. Ela morreu na hora. Logo em seguida, ele atirou na própria cabeça. Ele chegou a ser socorrido e levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Joaquim de Bicas. Posteriormente, chegou a ser transferido para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, mas não resistiu.

O casal estava na casa de um amigo. A motivação para o crime ainda é desconhecida.




Cassio era lotado na 7ª Delegacia em Contagem, também na Grande BH.

Fonte: Guia Muriaé, com informações do O Tempo

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.