Irmãs são presas suspeitas de planejar assassinato da tia

Delegado Carlos Eduardo Santos Rodrigues
Na última sexta-feira (19), a Polícia Civil de Minas Gerais prendeu duas irmãs, de 24 e 30 anos, suspeitas de serem mandantes do assassinato da tia, uma idosa de 62 anos. O crime ocorreu no Bairro São Benedito, em Juiz de Fora, no dia 3 de fevereiro, quando um aparelho celular havia sido subtraído e a vítima teria sido morta a facadas.

Inicialmente, o caso estava sendo investigado como latrocínio (roubo seguido de morte), mas, no decorrer das apurações realizadas pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubos, os fatos foram esclarecidos.

“Na verdade, investigações apontam que se trata de homicídio. As autoras contraíram uma série de dívidas no cartão de crédito da idosa, que é tia delas, e essa teria sido a motivação do crime”, explicou o Delegado responsável pelo caso, Carlos Eduardo Santos Rodrigues.

As apurações indicam que o suspeito de ser o executor teria chegado ao endereço da idosa na companhia das irmãs.

“Através do sistema de monitoramento de câmeras do local foi possível identificar que o mesmo teria acessado a residência da vítima através da casa das autoras”, explicou, complementando que elas seriam vizinhas da tia.

Segundo ele, o investigado teria pulado a janela do quarto da jovem, que dava acesso aos fundos da residência da idosa, arrombado a porta de entrada com chutes e atacado a vítima com 35 golpes de faca.

Ainda segundo o Delegado, a jovem de 24 anos “já havia prestado depoimento na Delegacia e sua versão dos fatos foi totalmente contraditória”.

Nos próximos dias, a Polícia Civil vai concluir o inquérito policial, e as diligências estão em andamento, inclusive nesta segunda-feira (22), para apurar a participação do suspeito de ser o executor do crime.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Experimentoe o Novo Livre