Jovem que divulgava locais de blitz em grupo de WhatsApp é preso



Um jovem de 19 anos foi preso por divulgar informações sobre blitz da Polícia Militar pelo WhatsApp. A prisão aconteceu na madrugada de sábado (17) na cidade de Ubá.

Por volta da meia-noite e meia, após levantamento realizado por militares do 21º Batalhão de Polícia Militar, o autor foi abordado e preso.

Ele foi detido com base no Artigo 265 do Código Penal, após divulgar em grupos do WhatsApp locais e horários de onde estariam sendo realizadas as blitz policiais.




O autor foi encaminhado à Delegacia de Polícia Judiciária, para demais providências.

Divulgar blitz é crime

A PM informa que espalhar avisos sobre blitzes é crime de atentado contra serviço de utilidade pública. A pena varia de um a cinco anos de prisão, além de multa. Os membros que atuam em páginas e grupos com o mesmo objetivo também podem responder pelo mesmo crime.

Fonte: Guia Muriaé

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.