Leopoldina cancela Carnaval de rua diante do aumento de casos de Covid

A prefeitura de Leopoldina anunciou nesta quinta-feira, 6 de janeiro, o cancelamento do Carnaval na cidade, diante de um aumento de casos de Covid-19 registrado nos últimos dias. Além de Leopoldina, outras cidades de todo o país têm cancelado o Carnaval de rua pelo segundo ano seguido por causa da pandemia do novo coronavírus.

O anúncio foi feito pelo Prefeito Pedro Augusto Junqueira Ferraz durante um evento realizado no Paço Municipal na tarde de hoje. De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, eventos privados serão autorizados segundo as orientações já especificadas na “Onda Verde” do Programa Minas Consciente e mais detalhes serão divulgados em breve pelo Executivo.

O município registrou somente nos primeiros 5 dias do ano 78 casos de Covid-19, quase a mesma marca de todo o mês de dezembro, que contabilizou, ao todo, 89 casos confirmados. Os dados constam no Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde de Leopoldina, que também informa que não houve nenhuma morte causada pela doença nos últimos 56 dias.

Também de acordo com informações do boletim, o total de infectados com o vírus desde o início da pandemia é de 6.397 casos confirmados. Ao todo, também desde o início do acompanhamento, 6.140 pessoas são consideradas recuperadas da doença.

Na Casa de Caridade Leopoldinense, referência no tratamento da Covid na região de Leopoldina, sete pessoas se encontram internadas com a suspeita ou a confirmação da doença. Ao todo, 4 pacientes seguem internados em UTI e outros três em isolamento.

Minas Gerais

O Estado deve registrar, neste mês, um “aumento vertiginoso e exponencial” de casos de Covid-19, causados principalmente pela ômicron, que é mais contagiosa. As aglomerações de Natal e réveillon também devem contribuir para o crescimento da incidência da doença nos próximos dias.

A informação foi dada pelo secretário de estado de Saúde, Fábio Baccheretti, em coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira (6). Até o momento, o estado tem 138 infecções confirmadas da ômicron –nenhuma evoluiu para óbito. A variante deve se tornar predominante em algumas semanas.

De acordo com o secretário, a desobrigação do uso de máscara nem é discutida neste momento, por causa do avanço da ômicron, assim como a realização do Carnaval. Ele disse também que o estado não recomenda a promoção de aglomerações durante as datas da folia.

Fonte: O Vigilante Online

Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo