Home / Notícias / Região / Menino tem perna cortada por linha chilena e membro poderá ser amputado

Menino tem perna cortada por linha chilena e membro poderá ser amputado

Um menino de 11 anos ficou gravemente ferido após ter uma das pernas cortada por uma linha chilena, na manhã de sábado (20), em Visconde do Rio Branco.

Conforme apurado pelo GUIA MURIAÉ, a Polícia Militar foi acionada via 190 e deslocou até o Hospital São João Batista, onde deu entrada uma criança ferida por linha chilena. Ela foi socorrida por um motorista que passava pela Praça Jorge Carone, quando ocorreu o acidente.

O condutor do veículo relatou que transitava com seu automóvel pelo local e viu crianças na via. Ele então reduziu a velocidade, momento em que uma delas começou a gritar. Foi quando ele viu pelo retrovisor a criança caída ao solo, que ao sair do carro a criança estava sangrando muito na perna esquerda e que de imediato pegou ela e levou para o hospital.




O médico de plantão constatou que a perna esquerda da criança foi cortada na altura do joelho por linha chilena, sendo retirado um pedaço da linha, podendo a criança ter o membro inferior amputado devido a lesão ser profunda e atingido a estrutura óssea.

O condutor não soube dizer onde a linha teria agarrado no carro e vindo a causar a lesão na criança, que acriança lesionada não estava soltando pipa no local, nem tinha em sua posse a referida linha.

Em contato com populares, estes relataram que as crianças estavam no terreno baldio e não estavam soltando pipas.




Alerta da PM

A PM solicita a todos, que nestas épocas de férias escolares, onde as crianças estão em casa e praticam esta atividade, que jamais soltem pipas com uso de cerol ou linha chilena, pois é crime previsto na Lei Estadual 14.349/02.

Quem for flagrado usando linha chilena é preso e conduzido à Delegacia de Polícia Judiciária, podendo pagar uma multa que varia de R$ 100,00 a R$ 1.500,00.

A conduta de vender ou expor à venda o cerol, linha chilena e congêneres configura crime previsto no art. 7º da Lei Federal 8.137/90. Cuja pena é detenção de 02 anos a 05 anos ou multa.

A PM solicita que a população denuncie esta prática, via 190 ou disque denúncia 181.

Fonte: Guia Muriaé

Confira também

Operação “Cavalo de Troia” desarticula organização criminosa e prende 25 pessoas em Ubá

Nesta sexta-feira (9), a Polícia Civil de Minas Gerais, em ação conjunta com a Polícia …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *