Mulher é morta por golpes de marreta e tem o pescoço cortado em Leopoldina

Uma mulher foi morta, na última segunda-feira (4), a golpes de marreta em Providência, distrito de Leopoldina. Após o crime, o autor tentou se matar, mas acabou preso.

Amanda Neto de Souza (foto), de 25 anos, estava separada de Adalto Morais Rodrigues, de 33 anos, que não aceitava a separação. No dia do fato, a jovem seguia por uma estrada vicinal quando foi abordada pelo autor. Os dois começaram a discutir e o autor passou a agredir a jovem. Duas pessoas que estavam próximas ao local tentaram evitar as agressões, porém não chegaram a tempo. Adalto agrediu Amanda com uma marretada e em seguida cortou o pescoço dela com uma faca. Em seguida, o autor evadiu do local em uma bicicleta sentido ao distrito de Providência.

A Polícia Militar foi acionada e realizou rastreamentos. Na casa do autor, vizinhos informaram que Adalto havia tentado se matar, mas foi impedido por conhecidos, vindo a evadir sentido a linha férrea.

Durante rastreamento, policiais receberam informações de que Adalto estava na casa de uma tia. Populares chegaram a cercar a residência. A guarnição policial chegou ao local e abordou o autor, que foi preso, encaminhado a Delegacia de Polícia para as demais providências e levado para o presídio de Leopoldina.

Fonte: Guia Muriaé


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo