Operação da Polícia Civil combate clonagem de veículos em Juiz de Fora

Na segunda-feira (26), a Polícia Civil de Minas Gerais deflagrou uma operação nos bairros Santa Terezinha e Manoel Honório, com o objetivo de combater a clonagem de veículos na cidade de Juiz de Fora.

Em meio aos trabalhos investigativos, a equipe de policiais civis da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos apreendeu dois automóveis de luxo. Duas pessoas, 26 e 48 anos, foram encaminhadas à 1ª Delegacia Regional em Juiz de Fora para prestar esclarecimentos e responderão a processo pelo crime de receptação culposa.

De acordo com informações do delegado Rodrigo Massaud, a operação teve início durante a tarde de ontem, quando um empresário do município desconfiou da procedência de um automóvel que seria dado como garantia de empréstimo e acionou os policiais civis. “A Polícia Civil se fez presente em um estacionamento de um supermercado, onde o empresário analisava o veículo, e realizou a vistoria do carro. Foi constatado se tratar de um automóvel clonado. O jovem de 26 anos, proprietário do Volkswagen Tiguan, disse que não sabia que o veículo era clonado e que pagou a quantia de R$110 mil”, explica.

A segunda parte da manobra ocorreu no início da noite de segunda, quando os policiais abordaram um veículo Honda HR-V, conduzido por um homem de 48 anos, após receberem denúncias de que o automóvel também seria clonado. “O veículo estava sendo utilizado como Uber por seu proprietário. Assim como o jovem, o homem também alegou ter sido vítima de um golpe e teria efetuado o pagamento de R$ 72 mil”, informa.

Segundo o titular da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos, neste ano, a unidade policial já apreendeu oito automóveis, entre clonados e recuperados de furto e de roubo, após investigação. Ele alerta sobre golpes envolvendo vendas de veículos clonados. “Sempre destacamos a importância de verificar a procedência do automóvel, antes de realizar a compra, bem como procurar se informar a respeito do vendedor do veículo”, conclui.

Fonte: PCMG


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo