Passageiro é agredido por motorista dentro de ônibus em Leopoldina

Um motorista de ônibus que fazia a linha Pedro Brito – Nova Leopoldina foi detido pela Polícia Militar após agredir um passageiro nesta terça-feira (17), em Leopoldina.

De acordo com a Polícia Militar, durante patrulhamento pelo bairro Bela Vista, os policiais se aproximaram de um ônibus da Viação Leopoldinense parado na Avenida dos Expedicionários e com passageiros saindo correndo de seu interior. Ao verificarem o que estava acontecendo os militares se depararam com um homem, de 54 anos, caído ao chão, com escoriações.

Segundo a PM, na presença dos militares o motorista, de 44 anos, acertou dois socos na cabeça da vítima, jogando o passageiro novamente ao solo. A trocadora do ônibus foi ouvida pela Polícia Militar e informou que a vítima se encontrava no interior do ônibus quando uma senhora entrou naquele veículo e a funcionária pediu que o mesmo deixasse a passageira sentar ao lado dele.

Ao ser atendida, ela percebeu que o motorista parou o veículo e sem saber o motivo efetuou a agressão. A vítima relatou que o condutor estava acelerando muito e que devido sua mãe se encontrar naquele veículo e se tratar de uma senhora de 78 anos, ele chamou a atenção do motorista, momento em que ele o agarrou e jogou do interior do ônibus no meio da rua, batendo com a cabeça no meio fio e o agredindo em seguida.

Conforme a PM, a mãe da vítima confirmou a versão do filho e acrescentou que ele possui necessidades especiais. Ao ser ouvido pelos militares, o motorista relatou que parou o ônibus para chamar a atenção do passageiro pelo fato dele não ter atendido o pedido da trocadora e estar fingindo não ouvir. O condutor disse ainda que a vítima teria gritado e o chamado de ‘babaca’, tendo ele perdido a cabeça e agredido o passageiro.

O motorista recebeu voz de prisão e foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil para as demais providências. O passageiro foi encaminhado para o Pronto-Socorro da Casa de Caridade Leopoldinense onde foi atendido pela equipe médica de plantão.

Procurada para comentar a assunto, a Viação Leopoldinense, empresa concessionária de transporte coletivo urbano de Leopoldina informou que, como a ocorrência ainda não havia terminado e todos estão na Delegacia de Polícia, aguardaria maiores informações para se pronunciar a respeito do fato ocorrido. O empresário Waldir Teixeira declarou que a empresa não compactua com a atitude tomada pelo motorista e que tomaria todas as medidas cabíveis.

Fonte: O Vigilante Online


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo