Polícia indicia motorista por provocar morte de vereador, filho e nora em acidente na MG-126

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concluiu, nesta quinta-feira (8/7), o inquérito que apurou o acidente de veículo que vitimou fatalmente dois homens, de 56 e 26 anos, pai e filho; e uma mulher, de 25 anos, noiva do jovem.

O acidente ocorreu no dia 23 de maio, no km 32 da MG-126 em Rochedo de Minas, na Zona da Mata. Um homem, de 20 anos, foi indiciado por embriaguez ao volante e homicídio com dolo eventual.

O suspeito dirigia uma caminhonete e colidiu com o veículo das vítimas, um carro de passeio. O condutor da caminhonete foi socorrido, mas as vítimas não resistiram aos ferimentos.

As vítimas foram identificadas como o ex-prefeito e vereador de Rochedo de Minas, Carlos César Oliveira Araújo, o filho dele Carlos Henrique Araújo e a nora Franciely Oliveira.

Carlos César Oliveira Araújo, vereador e ex-vice-prefeito de Rochedo de Minas, foi uma das vítimas fatais do acidente

Pai e filho estavam no banco da frente do veículo e morreram na hora. A mulher chegou a ser socorrida, mas não resistiu.

Durante as investigações, o motorista de 20 anos apontou que a culpa do acidente teria sido das vítimas.

No entanto, o inquérito da PCMG reuniu 23 testemunhas e vasto conjunto probatório indicando que ele teria, inclusive, se envolvido em outras infrações de trânsito momentos antes, em Maripá de Minas, também embriagado.

O inquérito foi encaminhado à Justiça com pedido de indiciamento do suspeito.

Fonte: Guia Muriaé, com informações da PCMG


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo