Home / Notícias / Região / PM que matou ex-mulher e sequestrou filha em Santos Dumont desrespeitou medida protetiva

PM que matou ex-mulher e sequestrou filha em Santos Dumont desrespeitou medida protetiva

O policial militar Gilberto Novaes, de 35 anos, é procurado por matar a ex-companheira Stephania Ferreira, de 29, e sequestrar a filha do casal, de 4.

O crime aconteceu na noite de sábado (14), no Córrego do Ouro, em Santos Dumont. O PM invadiu a casa da ex-mulher e efetuou vários disparos contra ela. Em seguida, ele fugiu do local em um carro levando a filha.




Segundo informações da PM, havia uma medida protetiva em nome da jovem e que ela registrou quatro Boletins de Ocorrência (BOs) contra ele desde novembro de 2017. Entre as ocorrências, o militar foi preso em novembro e teve a arma apreendida. Posteriormente, figurou como autor em ocorrências de ameaça e perturbação.

– A nossa prioridade é resgatar a criança de forma íntegra. Eles estão em um Fiat Palio Flex, cor cinza, placas GWK-1390. Não descartamos nenhuma hipótese, ele pode ainda estar na região, no Estado ou mesmo ter saído de Minas Gerais. Quem vir, deve entrar em contato pelo (telefone) 190 ou no Disque-Denúncia Unificado (181), porque qualquer informação correta nos ajuda – destacou o comandante da 63ª Companhia da PM, major Nélio Bertolino Condé.

O policial morava em Santos Dumont, mas era lotado no 29º Batalhão de PM de Poços de Caldos, mas trabalhava em Campestre, município vizinho. Ele estava afastado por problemas psicológicos.

Fonte: Guia Muriaé, com informações do G1

Confira também

PRF apreende carro roubado e clonado que saiu de Miraí com destino ao Rio de Janeiro

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu, na manhã desta sexta-feira (21), um veículo roubado e com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *