Polícia Civil conclui investigação e indicia suspeito por importunação sexual em Juiz de Fora

A Polícia Civil de Minas Gerais concluiu, na terça-feira (16/11), no município de Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, inquérito policial instaurado para investigar a suposta prática de importunação sexual cometida em desfavor de uma técnica de enfermagem, de 30 anos. Após trabalhos investigativos, um motorista socorrista, de 50 anos, foi indiciado pela prática do crime.

De acordo com a titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), Alessandra Aparecida Azalim, o investigado e a vítima estariam no mesmo turno de trabalho há cerca de nove meses e apurações indicaram que ocorreram importunações sexuais, tanto verbais quanto físicas, durante o turno e o descanso. Segundo ela, o inquérito policial já foi encaminhado à Justiça. “A pena máxima do crime é de cinco anos”, explica a delegada.

Durante coletiva de imprensa, a autoridade policial reforçou a importância das denúncias. “Principalmente em situações de assédio sexual praticado no ambiente de trabalho. É um fato que tem ocorrido, tem crescido, e, às vezes, muitas mulheres se calam e se silenciam por medo de retaliação e de serem desacreditadas em seus relatos”, ressalta, enfatizando que a Polícia Civil orienta sobre a importância de denunciar.

Fonte: PCMG


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo