Home / Notícias / Região / Polícia Civil de Leopoldina recebe suspeito de matar vereadora de Argirita

Polícia Civil de Leopoldina recebe suspeito de matar vereadora de Argirita

Na manhã desta quinta-feira (5), a Delegada da 3ª DRPC de Leopoldina, Gisela Borges de Mattos, recebeu o acusado de matar a vereadora Daniela Maria do Carmo Paula, em 17 de abril de 2013, em Argirita. M.E.B, 30 anos, apresentou-se na Delegacia acompanhado de advogado e depois de atendidas as formalidades do cumprimento do mandado de prisão, foi encaminhado ao presídio local. A prisão é preventiva e a ordem foi expedida pelo Tribunal de Justiça do Estado, em função da acusação de prática de crime de homicídio duplamente qualificado.

O inquérito foi concluído e encaminhado à Justiça em 2014, mas só no mês passado, foi expedido o mandado de prisão preventiva. Um alvará de soltura o tirou do presídio de Leopoldina, em março de 2014, quando ele havia sido preso temporariamente na época dos fatos. O suspeito não tinha passagem pela polícia. Preso nesta data, não quis prestar nenhuma outra declaração sobre o crime, embora tenha lhe sido dada oportunidade de falar.




A vereadora foi encontrada morta com um tiro de pistola calibre 380 na cabeça, na sede do Procon daquela cidade. As investigações indicaram que quando Daniela percebeu a chegada do esposo, ela foi ao banheiro para que ninguém ouvisse a discussão do casal. Depois de 15 minutos, o suspeito saiu do local pedindo socorro para a mulher, dizendo que havia encontrado ela já ferida. A polícia suspeita que ele tenha usado um silenciador, pois ninguém ouviu o barulho do disparo.

As notícias obtidas são de que vítima era constante alvo das agressões do marido, embora nunca tenha procurado a polícia para registrar tais fatos. Ela queria terminar o casamento, que já durava quase dois anos, mas o suspeito não aceitava o divórcio. Apesar de dormirem em quartos separados, os dois ainda viviam na mesma casa. Antes do crime, o suspeito teria mexido no celular da vítima e apagado as mensagens que a mulher trocava com o amante. Havia notícias também de que marido da vereadora era usuário de drogas e que ficava extremamente agressivo devido à dependência química.

O preso agora ficará à disposição da Justiça.




Fonte: PCMG




Confira também

Cachoeira Alegre terá shows gratuitos com Alemão do Forró, Marofagy e Batuque de 2

Cachoeira Alegre, distrito de Barão do Monte Alto, estará em festa entre os dias 01 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *