Polícia Civil deflagra operação para apurar incêndio criminoso em coletivo em Juiz de Fora

A Polícia Civil Minas Gerais (PCMG) deflagrou, nesta quinta-feira (11/11), no município de Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, a operação “Nero”, visando cumprir mandados de busca e apreensão, expedidos após investigação que apura incêndio criminoso contra um coletivo, ocorrido em outubro, no bairro São Benedito. Durante a ação, deflagrada nos bairros Vila Alpina e São Benedito, os policiais civis apreenderam documentos, celulares, dinheiro, insumos para preparo de drogas e documentos bancários.

Conforme informações da delegada Camila Miller, as buscas ocorreram por meio da atuação de policiais civis da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos, da inteligência do 4º Departamento e da inteligência da 1ª Delegacia Regional em Juiz de Fora e foram realizadas com o objetivo de arrecadar provas para o inquérito policial que apura os fatos.

Entenda o caso

No dia 17 de outubro, um homem armado entrou em um ônibus da linha São Benedito, ordenou que os passageiros descessem do coletivo e, posteriormente, ateou fogo no automóvel. Na ocasião, populares entregaram cartas aos policiais que continham reivindicações oriundas do sistema prisional.

Desde o ocorrido, a Polícia Civil segue com os levantamentos. Trabalhos investigativos indicaram que a ordem para execução do crime teria partido de dois homens que se encontram presos. “Os mandados nessa operação foram cumpridos, pois conseguimos constatar vínculos criminais entre pessoas que estão dentro do sistema prisional de Juiz de Fora com pessoas que se encontram fora, com o objetivo de apurar a autoria mediata e imediata do delito; quem cometeu e quem seriam os mandantes desse crime”, esclarece a delegada.

As apurações seguem em andamento.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo