Home / Notícias / Região / Polícia Civil desvenda tentativa de latrocínio envolvendo taxista esfaqueado em JF

Polícia Civil desvenda tentativa de latrocínio envolvendo taxista esfaqueado em JF

A Policia Civil realizou, na tarde desta quarta-feira (27), coletiva de imprensa para apresentar os suspeitos envolvidos no latrocínio tentado, ocorrido no dia 16 de maio, na Zona Norte de Juiz de Fora, em desfavor de um taxista, de 52 anos.

Na ocasião, três homens embarcaram no táxi e, durante o percurso, anunciaram o assalto, subtraindo aparelho celular e dinheiro do homem. Em seguida, eles esfaquearam a vítima no abdômen e na orelha. Após cumprimento de mandado de prisão, nessa terça (26), dois homens, de 18 anos, foram presos pelos crimes de latrocínio tentado e corrupção de menores. Já um adolescente de 16 anos foi apreendido pelo ato infracional análogo ao crime de latrocínio tentado.

De acordo com o inspetor da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos, Rogério Marinho, outros três homens também foram presos por receptação. “Estavam com a mercadoria, o produto roubado. Foram liberados porque o crime cabia fiança”, explicou. Conforme o delegado responsável pelas investigações, Dr. Rafael Gomes, desde o conhecimento do crime, diversas diligências foram desencadeadas, com mais de 20 oitivas realizadas no inquérito policial. “Um dos maiores confessou a prática do crime, inclusive, ter desferido os golpes da faca contra o taxista. O adolescente infrator, na presença do representante legal, também confessou o ato infracional por ele praticado. Então, representamos pela prisão temporária desses indivíduos e internação temporária do adolescente que se encontra internado em centro socieducativo”, informou.




O delegado também aproveitou o momento para agradecer toda a equipe pelo empenho na elucidação dos fatos, com apoio da Justiça e Ministério Público. Segundo ele, o caso – que gerou audiência pública na Câmara Municipal e passeata de taxistas – está apurado, o que demonstra a excelência das investigações da Polícia Civil de Minas Gerais. “Cada dia que a gente apresenta um indivíduo que foi preso, seja ele por qualquer crime que tenha cometido, é um dia de alegria para Polícia Civil. Estamos mostrando para sociedade que aqueles que cometerem crime na cidade serão identificados, punidos e presos”, assegurou, complementando que é uma resposta para a sociedade e para os taxistas. “Eles têm o direito à segurança pública e de trabalhar e retornar para as suas residências com segurança”, ressaltou.

Durante entrevista, a delegada regional de Juiz de Fora, Patrícia Ribeiro, destacou que a Polícia Civil tem intensificado o trabalho de investigação nos crimes violentos. “Principalmente no que tange aos crimes contra o patrimônio, culminando, então, na apuração desse latrocínio tentado, ocorrido em maio, que inclusive o tema foi objeto de debate em audiência pública”, disse, ressaltando mais um trabalho de apuração desses crimes em Juiz de Fora.

Fonte: PCMG




Confira também

SENAR divulga agenda de cursos gratuitos na Zona da Mata

Veja abaixo os cursos do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar Minas) previstos para o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *