Polícia Civil elucida homicídio consumado e tentado em Juiz de Fora

Delegado Rodrigo Rolli
A Polícia Civil de Minas Gerais elucidou um caso de homicídio consumado e um caso de homicídio tentado, ocorridos nos meses de maio e junho deste ano, no município de Juiz de Fora.

As investigações realizadas pela Delegacia Especializada de Homicídios indicaram a autoria e a motivação relacionadas a esses casos. Os suspeitos foram qualificados, dois se encontram presos, outros dois estão foragidos, e o adolescente, acautelado, permanecendo à disposição da Justiça.

De acordo com informações do delegado Rodrigo Rolli, foi solicitado mandados de prisão preventiva em ambos os casos. No caso do homicídio consumado, em desfavor de dois jovens de 20 e 22 anos. No caso do homicídio tentado, também temos outros dois jovens, de 21 e 20 anos, além de um adolescente, de 17 anos, que teve pedido de acautelamento, como prevê o ECA.

O crime do homicídio consumado, praticado em 09 de junho, no Bairro Progresso, teve como motivação uma discussão, que resultou em agressão física, entre a vítima e o autor de 20 anos. Este, em ato contínuo, saiu até o local onde ocorreu este desentendimento, e retornou mais tarde, em uma motocicleta, com um comparsa, para executar a vítima, que levou sete disparos por arma de fogo.

No caso do homicídio tentado, praticado em 17 de maio, no Bairro Vila Prata, teve como motivação o tráfico de drogas, tratando-se de pessoas “rivais”. Os três autores entraram na residência da vítima para executá-lo. Como nesta residência há um cachorro, este começou a latir, alertando os moradores de que algo suspeito estava acontecendo. Os autores então, começaram a efetuar disparos de arma de fogo, vindo dois tiros a acertar o cachorro. Nenhum disparo chegou a acertar a vítima. O cachorro, que tomou os disparos, está se recuperando dos ferimentos.

O delegado do caso, Rodrigo Ribeiro Rolli, ressalta que através do trabalho de investigação, perícia e necropsia (no caso consumado), de forma inequívoca, concluiu-se a autoria dos fatos, com o devido indiciamento, demonstrando o trabalho exitoso desenvolvido pela Polícia Civil, ressaltando também o brilhante trabalho realizado pela Justiça, que prontamente vem atendendo os pedidos da Polícia Judiciária, inclusive nos casos de homicídio tentado, com expedição de mandados de prisão preventiva para os envolvidos, que tentam contra a vida do outro, concluiu.

Fonte: PCMG


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Experimentoe o Novo Livre