Polícia Civil indicia homem por injúria racial a adolescente e seus pais em Ponte Nova

A Polícia Civil de Ponte Nova indiciou um vizinho que foi apontado, várias vezes, como autor de injúria racial contra uma adolescente de 15 anos e seus pais.

Foram ouvidos os pais e a adolescente, bem como uma vizinha que presenciou um dos episódios em que o indiciado os chamou de “macacos”. Ficou demonstrado que o indiciado instigava a esposa, que possui problemas psiquiátricos, a imitar a conduta, também injuriando a família com palavras racistas.

A conduta do indiciado era recorrente, chegando ao ponto de a adolescente sentir receio de sair de casa e ser novamente ofendida.

Por ser um crime grave envolvendo racismo, a Polícia Civil selecionou o caso dentro aqueles que são prioridade de conclusão, a fim de não só propiciar a responsabilização criminal do indiciado, mas também de promover o efeito pedagógico que a conclusão do inquérito policial tem. Desse modo, outras pessoas podem perceber que a conduta mencionada é crime e, atualmente, considerada imprescritível e inafiançável pelo Supremo Tribunal Federal.

O delegado responsável, Gilzan Lessa, reforça com a priorização da conclusão dessa investigação, que não há espaço para condutas racistas e que haverá responsabilização criminal para os que desobedecerem ao comando constitucional de combate ao racismo, a exemplo do indiciado.

O inquérito concluído será enviado ao Ministério Público, onde poderá ser a base para eventual denúncia a ser oferecida em desfavor do autor do crime.

Fonte: Portal Caparaó

Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo