Polícia Civil prende mulher suspeita de torturar filha adotiva de 13 anos

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu temporariamente, na última quarta-feira (22/9), uma mulher de 59 anos suspeita de torturar a filha adotiva, de 13 anos. Os crimes foram cometidos em São Domingos das Dores, região do Rio Doce, e as investigações estão a cargo da Delegacia de Polícia Civil em Inhapim.

No dia 3 de setembro deste ano, a adolescente procurou o Conselho Tutelar da cidade para denunciar as violências sofridas e o caso foi repassado à PCMG, que imediatamente deu início às investigações.

Foi apurado que a jovem sofria constantemente agressões físicas, configurando tortura, inclusive sendo violentada com ferro quente em uma das mãos pela suspeita. A irmã gêmea da vítima, que também morava com os pais adotivos, confirmou os crimes testemunhados.

A PCMG encaminhou a vítima para realização de exame de corpo de delito e também está sob investigação possíveis abusos sexuais sofridos. O Ministério Público e o Conselho Tutelar municipal seguem acompanhando o caso e as duas adolescentes estão atualmente sob cuidados no Abrigo Municipal da cidade de Dom Cavati.

O inquérito policial está em fase de conclusão e será remetido à Justiça no prazo legal.

Fonte: PCMG


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo