Polícia Civil prende suspeito de matar cavalo com lança em Ubá

A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu, na última sexta-feira (10/9), um idoso de 71 anos, suspeito de ter atirado fogos de artifício em direção a um cavalo e perfurado o animal com uma lança, no município de Ubá, na Zona da Mata mineira.

A conclusão de investigações resultou no cumprimento de mandados de busca e apreensão e de prisão em desfavor do investigado na Zona Rural da cidade.

Após trabalhos investigativos e perícia realizada por um médico veterinário, foi constatado que o golpe de lança perfurou vários órgãos do animal, resultando na morte dele.

Na ação, também foram efetuadas buscas e encontradas duas caixas de fogos de artifício que o suspeito alegou ter usado para espantar animais de seu terreno.

Conforme informações do delegado regional em Ubá, Diêgo Candian Alves, foi decidida a criação de uma delegacia especializada para apurar crimes ambientais.

“Após o episódio de crueldade com o cavalo, diante do crescente índice de crimes ambientais em Ubá, decidi – com o apoio do deputado Noraldino Júnior e da vereadora Jane Lacerda-, pela criação da Delegacia Especializada de Meio Ambiente, que ficará responsável por investigar maus-tratos a animais, matadouros clandestinos, atividades de degradação do meio ambiente e crimes correlatos”, concluiu.

O suspeito foi encaminhado ao sistema prisional, permanecendo à disposição da Justiça.

Equipe
Chefe do 4º Departamento, Gustavo Adelio Lara Ferreira.
Delegado Regional em Ubá, Diêgo Candian Alves.
Delegado, Douglas Mota Barbosa de Oliveira.
Investigadores Pedro Augusto Moraes Carvalho, Hugo Elias de Lima Diniz, Jeanine Maradeia Medeiros, Wagner Drei Júnior, Paulo Daniel dos Santos Bento e Bruna Esteves Araújo.
Escrivã Glaucia Elaine Mendes.

Fonte: PCMG


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo