Polícia Civil realiza leilão de veículos apreendidos em Ponte Nova

No último sábado (6/11), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) realizou em Ponte Nova, Zona da Mata, leilão de mais de 300 veículos apreendidos.

O certame foi finalizado com o arremate de quase todos os lotes, gerando receita superior a R$ 667 mil. Os arrematantes terão cinco dias úteis, a contar desta terça-feira (9/11), para pagamento dos Documentos de Arrecadação Estadual (DAEs).

Gerido por um sistema informatizado, todo leilão foi planejado, organizado e realizado pela Comissão de Leilão, formada por policiais civis lotados em Ponte Nova, empregando criterioso controle para garantir maior agilidade, transparência e segurança ao processo licitatório de leilão.

O evento foi filmado, e o sistema informatizado possibilita auditoria de todo processo realizado. Durante o leilão, uma instabilidade na rede de internet impossibilitou a transmissão on-line do evento e a emissão imediata das DAEs, sendo que essas serão enviadas por e-mail ou aplicativo de mensagens aos arrematantes, que poderão também retirá-las na sede da 5ª Delegacia Regional em Ponte Nova.

Sistema informatizado

O leilão desse fim de semana foi o primeiro a ser realizado, na cidade, sob controle de um sistema informatizado. “Implantar uma nova metodologia de execução de uma tarefa é sempre trabalhosa, arriscada, e sem a abnegação de uma equipe verdadeiramente compromissada os resultados não se apresentam. Com a experiência, outros leilões virão, como nos impõe a legislação, e serão realizados com mais rapidez, segurança, transparência e controle”, afirma o delegado regional em Ponte Nova, Carlos Roberto Souza da Silva.

Veículos apreendidos por práticas de infrações administrativas devem ser reclamados por seus proprietários nos pátios de guarda conveniados ao Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) no prazo de 90 dias. Se não ocorrer, o órgão tem mais 90 dias para levar os veículos a leilão. Caso o proprietário reclame o veículo, deverá pagar todas as despesas de guarda no limite de 180 dias e sua remoção, além de impostos e taxas públicas.

Os valores apurados na venda dos veículos recompõem as despesas com a guarda e remoção desses veículos ao pátio, além dos impostos, multas e taxas que recaiam sobre o automotor. “Esse leilão de Ponte Nova pode ter sido um dos últimos a ser realizado presencialmente. O Estado de Minas está investindo em uma plataforma tecnológica onde os leilões serão realizados pela internet. Isso possibilitará a participação de um número maior de interessados, além de mais transparência, concorrência e controle”, finaliza Souza.

Todas informações a respeito de leilões em Minas Gerais podem ser acessada no site do Detran-MG:

https://www.detran.mg.gov.br/veiculos/leiloes

Fonte: PCMG


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo