Preso acusado de estuprar a enteada de 14 anos em Manhuaçu



Um jovem de 28 anos foi preso, nessa terça-feira (16), por estupro de vulnerável em Manhuaçu. Uma equipe da Polícia Civil localizou o suspeito na Ponte da Aldeia, após determinação da Justiça Criminal de Manhuaçu. Ele responde a acusação de estupro da enteada de 14 anos.

Segundo a investigação policial, o estupro ocorreu em maio de 2017, quando foi registrada a ocorrência policial acerca dos fatos narrados pela adolescente. Além de detalhar pelo menos duas ações diferentes praticadas por ele em momentos distintos do ano passado, a jovem, na época, foi conduzida ao pronto atendimento médico de Manhuaçu onde o médico constatou penetração anal. Quando do registro da ocorrência, o homem alegou que os fatos narrados pela menor nunca aconteceram. Agora, houve a determinação da Justiça para que fosse preso preventivamente.

O Delegado de Polícia Civil, Guilherme Mariano, explica que “a Delegacia de Proteção à Mulher deu cumprimento ao mandado, decorrente de uma investigação realizada pela Polícia Civil de Manhuaçu, sobre o caso de uma adolescente que vinha sofrendo abusos por parte do padrasto. Após concluirmos a investigação, representamos pela prisão preventiva e nesta terça demos cumprimento ao mandado de prisão”.




Segundo o delegado, infelizmente o caso envolve um familiar que, deveria proteger a adolescente, e, no entanto, é o autor dos abusos. “É importante ressaltar à população que a Polícia Civil de Manhuaçu está aberta à denúncia e informações para que possamos apurar fatos desse tipo. Havendo alguma suspeita ou dúvidas, podem procurar a Polícia Civil que daremos atenção necessária e investigaremos para esclarecer tudo”.

Os nomes foram omitidos na notícia devido à necessidade de preservar a menor.

Fonte: Jailton Pereira / Portal Caparaó

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.