Preso suspeito de manter namorada em cárcere privado em Juiz de Fora

Delegada Ângela Fellet está a frente do caso
Na quarta-feira (30), a Polícia Civil prendeu em flagrante, em uma residência no Bairro Alto Eldorado, em Juiz de Fora, um jovem de 22 anos, suspeito de manter a namorada em cárcere privado durante aproximadamente 15 dias. Após diligências realizadas por policiais civis da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, a vítima, de 22 anos, foi encontrada no local em condições precárias e insalubres.

De acordo com a delegada Ângela Fellet, a ação foi possível após denúncias. Testemunhas, que não quiseram se identificar, entraram em contato com a Delegacia. “Os policiais civis foram até o local e encontraram a mulher em condições insalubres”, contou a autoridade policial.

A mulher teria tido um relacionamento com o suspeito de 2016 a 2018 e terminado o namoro em razão de ciúme doentio dele. “Segundo a jovem, em agosto de 2018, ela voltou a morar com o homem, pois estaria fragilizada, em decorrência da morte do padrasto. Ela estava fazendo faculdade de Educação Física, mas o suspeito teria proibido a vítima de frequentar as aulas”, explicou a autoridade policial.

Além disso, desde que teria retornado o relacionamento, o homem passou a não deixar a mulher sair de casa sozinha, somente se estivessem juntos, e há aproximadamente 15 dias, a jovem também chegou a abandonar o trabalho. Ainda de acordo com a Delegada, o dispositivo móvel da vítima estaria sendo controlado e monitorado pelo suspeito. “Ele controlava as ações dela. Tinha acesso a todas as conversas e às redes sociais”.

O homem foi encaminhado ao sistema prisional, onde se encontra à disposição da Justiça. As investigações prosseguem para apurar a prática de outros possíveis delitos durante o cárcere privado, entre eles, maus-tratos.

Fonte: PCMG


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo