Home / Notícias / Região / Professor é indiciado por induzimento a suicídio e estupro de vulnerável

Professor é indiciado por induzimento a suicídio e estupro de vulnerável

Na manhã desta sexta-feira (9), em Juiz de Fora, a Polícia Civil de Minas Gerais divulgou informações sobre a apuração do caso envolvendo um professor de dança, de 46 anos, que teria cometido crimes contra a família.

Conforme a titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, delegada Ione Maria Moreira Dias Barbosa, o inquérito foi concluído nesta sexta e será enviado à Justiça. “Conseguimos a conversão da prisão temporária para preventiva, explicou, complementando que o suspeito foi indiciado pelos crimes de induzimento ao suicídio e de estupro de vulnerável.




Segundo ela, a mãe da vítima também será indiciada por estupro de vulnerável por omissão.

Investigação

No dia 18 de dezembro do último ano, a Polícia Civil cumpriu mandado de prisão temporária, no Bairro Nova Era, Zona Norte de Juiz de Fora, em desfavor do homem, suspeito de estuprar uma menina de 12 anos e de manter a mãe da vítima, de 48 anos, em cárcere privado. Além disso, ele teria induzido outro filho da vítima, um adolescente de 17 anos, ao suicídio. O investigado teria um relacionamento com a mulher de 48 anos há cerca de quatro anos, e morava com ela e seus três filhos.

Conforme a autoridade policial, as investigações se iniciaram em junho do ano passado, quando a PCMG recebeu denúncias de que mãe e filha teriam sido mantidas em cárcere privado pelo homem e que a jovem teria sido vítima de estupro. Também havia informações de que o suspeito induziu um dos filhos, de 17 anos, ao suicídio e que outro filho, de 18 anos, estaria desaparecido.

Após a análise de vídeos recuperados do celular do investigado e depoimentos de testemunhas, foi possível deflagrar a ação, apesar de o suspeito negar os crimes. Segundo ela, na residência do preso também foram apreendidos remédios que teriam sido utilizados para dopar as vítimas.

O suspeito se encontra na unidade prisional, à disposição da Justiça.

Fonte: PCMG

Confira também

Jovem é preso após roubar taxista em Carangola

Um jovem de 23 anos foi preso, na madrugada de sábado, após roubar um taxista …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *