Programa ATeG Balde Cheio é sucesso em Miradouro

Após encerrar os dois anos de atividades, o grupo do Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) Balde Cheio oferecido pelo Sistema FAEMG/SENAR/INAES em Miradouro participou da reunião de benchmarking conduzida pelo técnico de campo, Fábio Vitor Pereira.

O gerente do Sistema FAEMG/SENAR/INAES em Viçosa, Marcos Reis, o supervisor do ATeG Balde Cheio, Paulo Henrique Lelis e a mobilizadora do Sindicato dos Produtores Rurais de Miradouro, Maria Rita Leite também estiveram no encontro.

Na oportunidade, o técnico Fábio Vitor apresentou aos produtores os números gerais do grupo, e um comparativo dos resultados alcançados por cada participante. A análise mostrou o bom desempenho do grupo marcado, principalmente, pela melhoria da gestão.

Números

Apesar da diminuição na produtividade, a média de lucro do grupo que era negativa no primeiro ano, (- R$0,01), chegou aos R$0,32 no segundo. O retorno de capital aumentou de 7%, para 46% e a margem líquida anual passou de cerca de R$12 mil no primeiro ano para R$67.580,59 no fim do programa.

Além desses, outros números foram mostrados na reunião e o técnico lembrou ao grupo a importância de fazer as anotações que geraram os dados apresentados e que vão continuar os auxiliando na administração da propriedade. “Sem informação não sabemos nem onde estamos e nem como devemos seguir na atividade. É preciso se atentar aos mínimos detalhes, conhecer o seu negócio e buscar melhorias técnicas na qualidade do rebanho e do leite para conquistar bons resultados”, pontuou Fábio.

Avaliações

“O grupo alcançou excelentes resultados com o ATeG, e demonstrou o desejo de continuar se desenvolvendo. Vamos oferecer cursos do SENAR e programas especiais como o Gestão com Qualidade em Campo para que eles sigam evoluindo”. – Marcos Reis, gerente na Regional Viçosa.

“Encerramos o grupo com 24 participantes que foram comprometidos com o ATeG Balde Cheio. Eles colheram os resultados e nós ficamos satisfeitos em vê-los melhorar”. – Maria Rita Leite, mobilizadora.

“Trabalho junto com o meu pai e o ATeG foi muito importante para nós. Recebemos muitas informações que ajudam no dia a dia. Também fiz cursos de Inseminação, Vaqueiro, Cria e Recria de Bezerras porque conhecimento é sempre bom e não ocupa espaço. Aconselho a todos que tiverem essa oportunidade, que aproveitem, pois não se arrepender”. – Guilherme Augusto Silva, produtor

“Tive uma nova visão de gerenciamento da minha empresa rural e uma melhora muito grande na qualidade do leite e da propriedade. Hoje temos novas perspectivas para o futuro na atividade”. – Norton do Vale Ricardo.

Fonte: Senar MG


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo