Quatro suspeitos são presos pela Polícia Civil durante operação contra o tráfico em Juiz de Fora

Os investigados estavam hospedados em um hotel na Zona Sul da cidade. Durante a ação, foram apreendidos drogas, celulares e dois veículos.

Na noite de quinta-feira (7/4), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu quatro suspeitos, com idades entre 29 e 41 anos, pela prática de tráfico de drogas, no município de Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, pertencente ao 4º Departamento.

As prisões foram efetuadas no interior de um hotel, onde estavam hospedados os investigados, durante operação deflagrada para combater o tráfico. Na ocasião, foram apreendidos três barras de cocaína, dois papelotes de MD, oito pontos de LCD, haxixe, uma porção de maconha, balança de precisão, embalagem, celulares e dois carros – avaliados em, aproximadamente, R$170 mil .

Conforme informações do titular da Delegacia Especializada de Combate ao Narcotráfico, delegado Rafael Gomes, investigações apontaram que o armazenamento das drogas estaria sendo feito no quarto do estabelecimento. “Apuramos que eles estavam hospedados em um hotel de luxo, na Zona Sul da cidade, pois dois investigados vieram de São Paulo e os outros dois de Leopoldina”, relata, informando que os paulistas – investigados por serem responsáveis pela venda dos entorpecentes – não conheciam a cidade, mas os mineiros, de Leopoldina, acabavam intermediando contatos entre eles e outros suspeitos de praticaram o tráfico de drogas em Juiz de Fora. “Eles estariam fazendo o armazenamento dos entorpecentes no quarto do hotel. Entre as drogas encontradas, foi apreendida cocaína peruana, com 95% de pureza, e que seria vendida a R$25 mil o quilo”, conclui.

Após a ratificação dos flagrantes na delegacia, os suspeitos foram encaminhados até o sistema prisional e permanecem à disposição da Justiça.

Fonte: PCMG

Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo