Queda de ônibus em ribanceira deixa 4 mortos e 44 feridos na BR-116; bebê de 1 ano entre mortos

A queda de um ônibus da empresa Gontijo em uma ribanceira deixou quatro pessoas mortas, entre elas uma criança, e mais de 40 feridas no final da noite de sábado, 2 de outubro, na Serra da Vileta, em Leopoldina.

Por motivos ainda desconhecidos, o ônibus saiu da rodovia na altura do Km 776 da BR-116 para o canteiro lateral e capotou na ribanceira, que tem cerca de 150 metros em relação ao nível da pista.

Segundo o Corpo de Bombeiros, quatro pessoas tiveram o óbito confirmado. As identidades das vítimas ainda não foram divulgadas. Entre as vítimas fatais está um bebê de 1 ano e 1 mês.

Conforme noticiado pelo jornal O Vigilante Online, o acidente mobilizou equipes do Corpo de Bombeiros de Leopoldina, Além Paraíba e Juiz de Fora, equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de toda região, além da Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar.

Populares, duas ambulâncias da Secretaria Municipal de Saúde de Recreio e uma equipe de Argirita também estiveram no local para prestar socorro aos feridos.

O ônibus seguia do município de Barra do Rocha, em São Paulo, com destino à Ubatá, na Bahia, quando aconteceu a tragédia. Chovia na hora do acidente.
O Vigilante Online

Mais de 40 pessoas feridas, dentre elas 5 crianças, foram encaminhadas para o Pronto-Socorro da Casa de Caridade Leopoldinense. Duas ambulâncias da Secretaria Municipal de Saúde de Recreio e uma equipe de Argirita também estiveram no local para prestar socorro aos feridos.

Oito vítimas ainda encontram-se internadas nos hospitais de Leopoldina e Cataguases, mas nenhuma está em estado grave.

A Perícia Técnica da Polícia Civil foi acionada para realizar os trabalhos de praxe. As causas do acidente ainda não foram informadas oficialmente.

É o segundo acidente grave registrado no mesmo trecho em apenas uma semana. No domingo (26), duas pessoas morreram carbonizadas após uma batida envolvendo um Corolla, com placa de Teófilo Otoni, e em uma Saveiro, de Laranjal. Com a força do impacto, os veículos se incendiaram.

Fonte: Jornal O Vigilante Online


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo