Roberto Jefferson será indiciado por incitação ao crime e injúria após pregar violência contra a Guarda de JF

Guia Muriaé no WhatsApp

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concluiu a investigação sobre as declarações de um ex-deputado federal, de 69 anos, durante uma live realizada em rede social, no dia 26 de março, com um vereador de Juiz de Fora, município da Zona da Mata mineira.


Na ocasião, ele chegou a defender a criação de milícias para agredir a Guarda Municipal, além de proferir outras ofensas. O suspeito será indiciado pela prática de incitação ao crime e por injúria.

Conforme informações do delegado Samuel Neri, que atua na 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil em Juiz de Fora, após as declarações em vídeo, houve diversos requerimentos para instauração de inquérito policial e a PCMG iniciou as apurações. Nessa quarta-feira (14/12), a Polícia Civil esteve em um presídio, no Rio de Janeiro, para realizar a oitiva do investigado, após autorização do Superior Tribunal Federal (STF).

“Durante as apurações, o vereador foi ouvido. Faltava concluir a investigação com o interrogatório do suspeito, que foi realizado na manhã de ontem. Ele fez uso do direito de permanecer em silêncio durante as perguntas. Agora, o inquérito policial será remetido, em breve, à Justiça”, explica Samuel.

Ainda segundo o delegado, a PCMG concluiu que não houve crime por parte do vereador. “Mas um ofício será encaminhado à Câmara Municipal para análise de providências cabíveis”, conclui.

Fonte: PCMG

WhatsApp Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754
Seguir o Guia Muriaé no Google News
📲 Acompanhe o GUIA MURIAÉ - Facebook / Instagram / Telegram / Threads / TikTok / Twitter / YouTube / WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Guia Muriaé no WhatsApp
Botão Voltar ao topo