Sem receber salário de novembro e 13º, servidores da Educação protestam em Carangola

Foto: Carangola Notícias
Os servidores do setor de Educação do município de Carangola estão até o momento sem receber o salário referente a novembro, bem como não receberam nenhuma parcela do décimo terceiro salário.

Diante da inércia do Executivo Municipal em dar pelo menos uma satisfação aos servidores do setor, os mesmos se reuniram na tarde dessa quinta-feira (21) em frente a Prefeitura de Carangola, onde fizeram uma manifestação exigindo o pagamento de seus salários e pelo menos uma parcela do 13° salário.

Os vereadores Ana Beatriz e Cabo Lemos acompanharam a manifestação, prestando seu apoio à classe. Os manifestantes reclamaram também da falta de apoio dos demais vereadores, que segundo eles “pediram votos nas eleições agora sumiram”. Segundo a vereadora Ana Beatriz, ela tem tentado junto do vereador Lemos um diálogo com a administração municipal no sentido de tentar achar uma solução, mas não obtiveram êxito, já que o prefeito, em tese, não estaria na cidade.

A Prefeitura de Carangola, apesar de não ter recebido o repasse de verbas da Educação, teria recursos próprios que poderiam ser encaminhados para pagamento da folha dos servidores da educação e depois serem repostos quando chegasse a verba da educação. Porém, segundo informações, este recurso próprio do Poder Executivo já estaria empenhado para pagamento de outras contas, não podendo ser usado para pagar a folha da Educação.

Outras informações dão conta de que a Prefeitura de Carangola está aguardando uma verba estadual entrar a qualquer momento, que assim que esta verba entrasse seria imediatamente repassada ao banco para depósito na conta dos servidores da educação.

Os servidores cobram uma solução, pelo menos para amenizar a situação, pois existem funcionários prestes a terem a energia elétrica cortada por falta de pagamento, outros alegaram não possuir dinheiro nem mesmo para comprar alimentos.

Outras cidades da região como Muriaé, Manhuaçu, Faria Lemos e Espera Feliz, apesar de todas as dificuldades, não deixaram seus servidores sem receber, pelo menos, uma parcela do 13º salário neste mês de dezembro. Mas para isso, houve planejamento de contas desde o 1º semestre de 2018.

Fonte: Carangola Notícias


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo