Home / Notícias / Região / Seminários do SENAR MG orientam produtores rurais da região sobre Cadastro Ambiental Rural

Seminários do SENAR MG orientam produtores rurais da região sobre Cadastro Ambiental Rural

Muitas ainda são as dúvidas dos produtores rurais sobre o Cadastro Ambiental Rural (CAR). Para esclarecer o assunto, o SENAR MG oferece seminários e cerca de 400 pessoas já participaram em Antônio Prado de Minas, Catas Altas, Eugenópolis, Manhuaçu, Miraí, Pedra Bonita, São Sebastião da Vargem Alegre e Tombos desde março deste ano. Os interessados em participar devem procurar o sindicato rural ou a entidade cooperada ao SENAR.

O CAR é um registro público, eletrônico, de abrangência nacional, feito junto ao órgão ambiental competente. Criado pelo Novo Código Florestal Brasileiro, o cadastro é obrigatório para todos os imóveis rurais e tem como objetivo integrar as informações ambientais das propriedades e posses rurais, compondo a base de dados para controle, monitoramento, planejamento ambiental e econômico e combate ao desmatamento. O prazo para fazer o cadastro termina em 6 de maio de 2016.




A realização da palestra para 12 turmas de março até agosto foi em parceria com os Sindicatos de Produtores Rurais de Dom Silvério, Manhuaçu, Miradouro, Eugenópolis e Antônio Prado de Minas, além da Associação dos Agricultores Familiares e Artesãos de Miraí. A última ocorreu para 30 produtores em Antônio Prado de Minas no último sábado (22).

De acordo com o instrutor José Heleno Húngaro, que conduziu o encontro, as dúvidas giram em torno da finalidade do CAR, se isso é feito todo ano e se há multa se deixar de fazer. “O cadastro não é opcional, tem que ser feito. Mas os produtores também devem seguir as orientações. No seminário, ressalto os efeitos benéficos e esclareço que isso não vem de imediato. O reflexo será nas gerações futuras”, afirmou.

Assim como Húngaro, o instrutor Claudeci Rigueira de Sousa percebe as dificuldades. “Grande parte dos produtores assimilou que a obrigatoriedade do cadastro estaria vinculada a uma cobrança posterior, sendo que o objetivo é declarar o imóvel rural com suas respectivas áreas. A maioria deles também não tem conhecimento de informática nem acesso a internet para fazer o cadastro”, explicou. Outro empecilho é a seleção de documentos necessários para o preenchimento do CAR. “Muitos não possuem e até mesmo não conhecem tais documentos”.




Durante o seminário, a plataforma para o cadastro é apresentada aos produtores, bem como as ferramentas que podem facilitar na hora do preenchimento. “A adesão de todos trará benefícios futuros a todos os produtores e os dados fornecidos servirão de base para futuros planejamentos”, orientou.

Claudeci acredita que os produtores ficam mais abertos à adesão ao CAR quando participam dessas palestras. “É importante para orientar o produtor, principalmente através de nós, instrutores, que já estamos ligados a eles pelos cursos e programas. Acredito que por já termos contato com eles, passamos credibilidade e os produtores, de alguma forma, ficam mais receptivos”.




Como fazer

No Estado de Minas Gerais, o CAR é feito no SICAR-MG, por meio do Portal SisemaNet. A responsabilidade do Cadastro em Minas é da Semad (Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável), sob a coordenação executiva do IEF (Instituto Estadual de Florestas).

O CAR foi implementado em 6 de maio de 2014 e o prazo original para fazer o cadastro foi 6 de maio deste ano. No entanto, foi estendido para 2016.

Fonte: SENAR MG

Confira também

SENAR divulga agenda de cursos gratuitos na Zona da Mata

Veja abaixo os cursos do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar Minas) previstos para o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *