Sindivest-JF promove Encontro Empresarial com o Executivo e Legislativo em defesa da indústria do Vestuário de Juiz de Fora

O Sindicato da Indústria do Vestuário de Juiz de Fora (Sindivest-JF) realiza, no dia 10 de dezembro, próxima sexta-feira, às 19h, o Encontro Empresarial com o Executivo e o Legislativo em defesa da indústria do Vestuário de Juiz de Fora.

O evento conta com o apoio da FIEMG e acontece na sede da Regional Zona da Mata. Durante o encontro, será apresentado o escopo de um estudo prospectivo do setor, que versa sobre as potencialidades e dificuldades a serem diagnosticadas e tratadas com ações específicas, voltadas para o fortalecimento e crescimento das atividades econômicas de Juiz de Fora e região.

Outra importante finalidade do evento é também trazer ao conhecimento de todos o que é um APL (Arranjo Produtivo Local), sua importância, as consequências de sua implantação, as políticas públicas que surgem em decorrência dele e as dificuldades a serem enfrentadas neste projeto, como a questão da falta de mão de obra qualificada e da incompletude da cadeia produtiva. De acordo com a presidente do Sindivest-JF, Mariângela Miranda Marcon, para haver desenvolvimento, é preciso buscar fortalecer esta cadeia produtiva, atrair indústrias e empreendimentos de fora da cidade para a zona do APL, objetivando fortificar a base industrial e alavancar os negócios gerados.

“Para que isto aconteça e o APL venha a se desenvolver, precisamos tanto do apoio do Legislativo, quanto de todas as esferas do governo: municipal, estadual e federal. Não adianta ter ideias e projetos e estes ficarem somente no papel, então vamos unir todos os atores neste importante encontro que reunirá Executivo, Legislativo e a cadeia produtiva da indústria do Vestuário para trazer ao conhecimento de todos o que está sendo feito pelo Sindivest-JF, o que está sendo proposto e o objetivo que estamos perseguindo”, declara Mariângela Marcon.

Estarão presentes na reunião lideranças políticas e empresariais, como o deputado federal Charles Evangelista; os deputados estaduais Bartolomeu Moreira (Bartô) e Delegada Sheila; a secretária de Estado de Desenvolvimento Social de Minas Gerais, Elizabeth Jucá; o subsecretário de Estado do Trabalho e Emprego, Raphael Amaral; o presidente da Câmara Municipal, Juraci Scheffer; o secretário de Desenvolvimento Sustentável e Inclusivo, da Inovação e Competitividade de Juiz de Fora, Ignácio Delgado; o presidente da FIEMG Regional Zona da Mata, Heveraldo Castro, entre outros, além de uma participação especial do presidente da FIEMG, Flávio Roscoe, de maneira virtual.

Na ocasião, Mariângela Marcon apresentará uma palestra sobre a Capacidade instalada das indústrias do Vestuário de Juiz de Fora. A segunda apresentação será da professora da Fundação Dom Cabral, consultora na área de Inovação, Economia Digital, Estratégia Empresarial e Relações Institucionais, Heloísa Guimarães de Menezes, que falará sobre o Arranjo Produtivo Local (APL). Haverá também uma palestra sobre Formação e qualificação de mão de obra, com o gerente das unidades SENAI em Juiz de Fora, Vander Montesse; e a apresentação do escopo do trabalho prospectivo do setor do Vestuário, pela coordenadora da Gerência de Projetos para a Indústria do IEL (Instituto Euvaldo Lodi), Ana Luíza Amaral.

Segundo Mariângela Marcon, o Sindivest-JF já há algum tempo vem trabalhando em prol da criação de um APL em Juiz de Fora, unindo os setores do Vestuário, Meias e Têxtil, assim como tratando da composição de sua governança. “O APL virá certificado para Juiz de Fora, mas certamente vai acontecer um transbordamento em termos de elo para o fortalecimento da cadeia produtiva, não somente na cidade, mas em todo o entorno da Zona da Mata. Será o Farol da Mata Vestuário e Afins, que vai comportar também diversos CNAEs secundários em relação ao CNAE 14, que é o do Vestuário”, afirma a presidente do Sindicato. A ideia é que a governança do projeto seja feita pelo Sindivest-JF e sediada na FIEMG Regional ZM, que está apoiando a iniciativa, e que em sua condução haja a participação de diversas entidades e instituições.

Além disso, a entidade está desenvolvendo também um projeto para a atualização e elaboração de um novo diagnóstico do setor. “É importante identificar o que é importante para o desenvolvimento de nossas indústrias e as ações consequentes que precisam ser implementadas juntamente com o APL, para fortalecer a cadeia produtiva da Zona da Mata como um todo. “O último documento deste tipo foi elaborado em 2008 e agora é preciso atualizá-lo e trazê-lo para a realidade pós-pandemia. Essas ações não vão se limitar ao Vestuário, pois trabalham com elementos que transbordam a questão do setor. Tratam-se de grandes conquistas para a nossa indústria e para toda a região”, comemora Mariângela Marcon.

Fonte: FIEMG

Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo