Home / Notícias / Região / Treinamento em Antônio Prado e Tombos ensina a agregar valor às frutas e evitar desperdício

Treinamento em Antônio Prado e Tombos ensina a agregar valor às frutas e evitar desperdício

Utilizar frutas regionais e da safra para produzir polpas para congelamento é o objetivo do curso de Beneficiamento de Frutas do Senar Minas. Desta vez, foi a vez de produtores rurais de Antônio Prado de Minas e Tombos participarem do treinamento e, segundo o mobilizador dos sindicatos dos dois municípios, Sebastião Cortat, parte deles já está colocando em prática o que aprendeu.




O diferencial do curso é que ele mostra como preservar as características da fruta fresca, possibilitando agregar valor econômico. “O beneficiamento permite o consumo nos períodos da entressafra e minimiza perdas que podem ocorrer durante a comercialização do produto in natura”, destacou a instrutora Ligia Vidigal.

Outra vantagem da industrialização, segundo Ligia, é a possibilidade de consumo, em todo país, de frutas cuja produção é específica de determinada região. Em Antônio Prado de Minas, foram utilizadas manga, maracujá, mamão, acerola e sapoti. Já em Tombos, as participantes usaram jambo vermelho, abacaxi, goiaba, maçã e manga para fazer as polpas.

Além disso, ao beneficiar a fruta, o produtor evita desperdícios e há a vantagem de a polpa poder ser utilizada no preparo de uma diversidade de produtos, como sucos, bolos, sorvetes, pudins e doces. “Segundo as participantes, o desperdício era muito grande porque elas não sabiam que poderiam fazer polpas, principalmente de jambo vermelho. O grupo ficou muito satisfeito”, contou a instrutora.

Cuidados e etapas da produção

Para o beneficiamento, o curso ensina todo o caminho percorrido pela fruta: recepção, seleção e pesagem; pré-lavagem; seleção; higienização; descascamento; pré-cozimento; despolpamento; envasamento; congelamento; rotulagem e armazenamento. Custos de produção e a importância da qualidade dos produtos também são temas do treinamento.

No entanto, além de cumprir as etapas, higienização pessoal e do ambiente e segurança no trabalho são essenciais. “O manipulador de alimentos deve ter boas condições de saúde, usar EPIs ao colher frutas, fazer a higienização dos equipamentos e ter cuidado ao manuseá-los”, orientou a instrutora.

Fonte: SENAR MG

Confira também

Dupla suspeita de vários roubos é presa com três armas em Patrocínio do Muriaé

Dois homens foram presos, na tarde desta segunda-feira (12), por porte ilegal de arma de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *