Viçosa confirma três casos de coronavírus

A Secretaria de Saúde de Viçosa recebeu a confirmação na tarde desta quinta-feira (23) de 3 casos positivos de Covid-19 na cidade. São dois casos antigos, de pacientes contaminados antes das medidas de distanciamento social adotadas pela prefeitura e um caso recente, acompanhado pelas equipes da vigilância epidemiológica.

O primeiro caso confirmado na cidade é de uma mulher, de 28 anos, farmacêutica, que viajou para o Rio de Janeiro a passeio no início do mês de março, antes da declaração da pandemia pela Organização Mundial da Saúde. A paciente não apresentou sintomas da doença e não realizou testes. De acordo com o secretário de saúde de Viçosa, Marcus Schitini, o protocolo da Secretaria Estadual de Saúde (SES/MG), define que pacientes assintomáticos não se enquadram para a testagem: “temos a comprovação de que o protocolo adotado em Minas Gerais não está sendo bem feito”, afirma.

O segundo caso é de uma mulher, de 59 anos, tia da primeira paciente. Ela teve contato com a sobrinha e começou a apresentar febre, tosse, vômito, dor de cabeça e fraqueza. No dia 31 de março, entrou em contato com o serviço de teleatendimento da Secretaria de Saúde para coleta de amostras. O exame PCR foi feito fora do prazo adequado e, por isso, deu negativo. Na última sexta-feira (17), a paciente realizou o teste de sorologia em um laboratório particular e o resultado, divulgado hoje, aponta a presença do vírus no organismo, sem potencial de contágio.

O terceiro caso confirmado na cidade é de um homem, de 54 anos. No dia 13 de abril, o paciente teve contato com um caminhoneiro que veio de São João de Meriti (RJ) e que faleceu de Covid-19 após 5 dias. O teste de sorologia feito no viçosense deu positivo, inclusive, para o potencial de transmissão do vírus. O homem não apresentou sintomas da doença e está em isolamento domiciliar.

Testes de PCR e sorologia

Todas as pessoas que tiveram contato direto com os 3 pacientes diagnosticados com Covid-19 já coletaram amostras para testes de PCR e sorologia e seguem em investigação. A testagem ajuda a identificar a presença do vírus e o potencial de contágio. O teste de PC-r é recomendado para pacientes em estágio inicial da doença e não possui efeito se testado em fases mais avançadas. Até o 10º dia de incubação do vírus, é possível detectá-lo por meio do teste. Após esse período, a probabilidade é menor. Já o teste de sorologia é feito após os 10 primeiros dias e identifica dois tipos de moléculas: a IgM mede o grau de infecção; e a IgC indica o bloqueio de novas infecções, ou seja, a capacidade de imunidade.

Decreto será mantido

Os 3 casos confirmados em Viçosa aumentam o alerta da prefeitura e reforçam os motivos para a permanência das medidas restritivas ao comércio, serviços e circulação nas ruas. O decreto municipal, que entrou em vigência na última quarta-feira (22), está mantido, assim como as barreiras sanitárias. O prefeito Ângelo Chequer reforça um pedido para a população: “é com muito pesar que confirmamos os casos na nossa cidade. Manter o distanciamento social é fundamental para evitarmos a propagação do vírus para mais viçosenses”, finaliza o prefeito.

Fonte: PMV


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Experimentoe o Novo Livre