Água com gás engorda? Ela faz mal aos dentes? Esclarecemos essas e outras questões

Guia Muriaé no WhatsApp

A água com gás, para muitas pessoas, proporciona uma experiência mais prazerosa do que a água sem gás. As bolhas de ar estimulam o paladar, dando uma sensação de frescor às papilas gustativas.

No entanto, surgem dúvidas sobre os benefícios e potenciais malefícios desse tipo de bebida. Conversamos com especialistas para esclarecer algumas questões sobre a água com gás.

Antes de tudo, é importante entender que existem diferentes tipos de “água gaseificada”:

* Água mineral naturalmente gaseificada: Essa água é produzida naturalmente próximo a regiões com aquecimento subterrâneo, o que gera a formação de gases no líquido a partir da quebra das moléculas dos minerais encontrados na água.

* Água mineral gaseificada artificialmente: Nesse caso, o dióxido de carbono (CO₂) é adicionado ao líquido intencionalmente, seja por fabricantes ou por meio de máquinas próprias para gaseificar água em casa. É importante ter cautela com o consumo dessa água, já que a concentração de gás pode ser definida pelo próprio consumidor.

Vamos esclarecer algumas questões sobre a água com gás:

1. Valor nutricional: A água com gás não possui valor nutricional diferente da água comum. Para algumas pessoas que não apreciam a água pura, a versão gaseificada pode ser mais atraente, especialmente se combinada com frutas, uma opção mais saudável que refrigerantes. No entanto, não é recomendado que a dose diária de água seja inteiramente preenchida pela versão com gás.

2. Impacto no estômago: O consumo excessivo de água com gás pode causar inflamação na mucosa do esôfago e estômago, irritando o local e, em casos de refluxo, piorando o problema. É importante maneirar na quantidade e evitar ingerir grandes quantidades de uma vez.

3. Saciedade: Embora a água com gás possa causar um estufamento temporário, não traz uma sensação duradoura de saciedade. Beber líquidos em geral pode ajudar a controlar a fome, mas é importante distinguir entre sede e fome e manter uma dieta equilibrada.

4. Prejuízo aos dentes: A acidez da água com gás pode ser corrosiva para os dentes, tornando-os mais susceptíveis a cáries. Porém, o risco de cáries é influenciado por uma combinação de fatores, incluindo higiene bucal, dieta e características individuais.

5. Melhoria do paladar: A água com gás pode ser usada para “limpar” o paladar antes de experimentar outras bebidas, como café e vinho. Ela dá a sensação de adstringência e pode tornar as bebidas subsequentes mais suaves.

Lembrando que algumas bebidas gaseificadas, como club soda, água tônica e hard seltzer, podem parecer água com gás, mas contêm outros componentes, como minerais adicionados ou álcool. É importante estar ciente da composição das bebidas antes de consumi-las.

Em resumo, a água com gás pode ser apreciada com moderação e em combinação com uma dieta equilibrada. Como em tudo na vida, o segredo está na moderação e no conhecimento sobre o que estamos ingerindo.

Fonte: Guia Muriaé, com informações da Agência Estadão

WhatsApp Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754
Seguir o Guia Muriaé no Google News
📲 Acompanhe o GUIA MURIAÉ - Facebook / Instagram / Telegram / Threads / TikTok / Twitter / YouTube / WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Guia Muriaé no WhatsApp
Botão Voltar ao topo