Inspetores das Vigilâncias Sanitárias de Ubá e Muriaé participam de capacitação

A Vigilância Sanitária da Unidade Regional de Saúde (URS) de Ubá realizou, no dia 5 de novembro, uma capacitação em Inspeção de Farmácia de Manipulação para os fiscais sanitários dos municípios de Ubá e Muriaé.

O conteúdo do treinamento abordou os procedimentos operacionais padronizados pela Diretoria de Vigilância de Medicamentos e Congêneres, tópicos do Curso Básico de Boas Práticas de Dispensação e Manipulação da mesma diretoria, além das principais dúvidas na condução da inspeção, preparando assim os profissionais a realizarem a atividade e a elaborarem o relatório de inspeção.

A ação foi baseada na Resolução SES/MG N° 6.906/2019, que estabelece normas gerais do Programa de Descentralização da Vigilância Sanitária, sendo necessário que as Vigilâncias Sanitárias (Visa’s) municipais das cidades com número maior que 20 mil habitantes sejam capacitadas e treinadas para inspecionarem e emitirem alvarás sanitários em farmácias de manipulação. “A URS-Ubá ainda fazia as inspeções nesses estabelecimentos, porém tal papel deve ser exercido pelas secretarias municipais de Saúde, por meio das Visa’s. Temos trabalhado para fortalecer os municípios para realizarem plenamente suas potencialidades e atividades”, explicou a autoridade sanitária da URS- Ubá e responsável pela capacitação, Letícia Lacerda de Toledo Aleixo.

Farmácia de manipulação é um estabelecimento de saúde onde fórmulas são manipuladas e preparadas de forma personalizada para cada cliente, seguindo receitas prescritas por profissionais da área da saúde, utilizando matérias-primas adquiridas de fornecedores qualificados, analisadas pelo controle de qualidade interno das farmácias. “Por esta característica tão particular, o fiscal da Vigilância tem um papel de grande relevância, com objetivo de minimizar o risco à saúde da população ao verificar o atendimento dos requisitos mínimos exigidos para o exercício das atividades de manipulação, conforme RDC 67/2007”, enfatizou Letícia. Ela citou também que são inspecionados quesitos como instalações, equipamentos, recursos humanos, aquisição e controle da qualidade dos insumos, armazenamento, avaliação farmacêutica da prescrição, manipulação, fracionamento, conservação, transporte, dispensação das preparações, e medidas para garantir a qualidade e segurança no uso racional dos fármacos manipulados.

A próxima etapa da formação dos fiscais sanitários municipais será a inspeção conjunta com a URS, visitando estabelecimentos na prática sob supervisão, com agenda em novembro (Ubá) e dezembro (Muriaé). “Temos trabalhado no sentido de empoderar as Visa’s municipais, lembrando que, no ano passado, nosso setor realizou a capacitação para inspeção em serviços de saúde, com ênfase em Unidades Básicas de Saúde, com todos os 31 municípios de nossa jurisprudência, ação empreendida também pela servidora Letícia”, afirmou Maria Cristina Nobre, coordenadora da Vigilância Sanitária da URS-Ubá.

Fonte: Keila Siqueira de Lima / SES-MG


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo