Macarrão continua saboroso quando preparado de forma saudável

O macarrão não é de origem brasileira, mas é um dos pratos mais populares do nosso país. Muitas pessoas deixam de comer porque acreditam que o alimento engorda.

No entanto, segundo a nutricionista da coordenação geral de alimentação e nutrição do Ministério da Saúde, Gisele Bortolini, o macarrão é um prato saudável e pode ser saboreado sem culpa, desde que preparado adequadamente. “O macarrão é uma excelente fonte de energia, de fibras e nutrientes, mas é importante estar atento para o tipo de macarrão, porque existe alguns macarrões nos mercados que são considerados ultra processados, que são aqueles macarrões que estão prontos, que é só pré-aquecer e que tem um tempo de produção rápida. Então, o macarrão que é recomendado no Guia Alimentar é aquele macarrão que é feito de farinha e água e leva de cinco a dez minutos para ficar pronto. Existe a possibilidade de fazer o macarrão com algum alimento na massa esse macarrão também é considerado um alimento in natura ou minimamente processado pelo Guia Alimentar, desde que a opção de molho seja uma opção de molho saudável.”

A cozinheira funcional, Antônia Reis da Silva, sabe bem como preparar o macarrão de forma saudável.”É bem mais saudável a gente comer um bom macarrão feito em casa, que um macarrão processado, feito da farinha de trigo simples. Devido eu trabalhar muito tempo com dietas, eu fui desenvolvendo algumas receitas. Eu costumo agregar cenoura, a chia, eu faço ele com a batata doce, eu acrescento a beterraba, a linhaça dourada. E ele se torna um alimento mais saudável, mais leve, um alimento menos calórico.”

A nutricionista da coordenação geral de alimentação e nutrição, Gisele Bortolini, conta que a Antônia está no caminho certo e aproveita para explicar como escolher o macarrão ideal para levar à mesa. “No novo Guia Alimentar, nós fazemos a diferenciação do macarrão que é considerado um alimento minimamente processado, do macarrão considerado ultra processado. O alimento minimamente processado é recomendado. Então, de acordo com o guia, os alimentos in natura minimamente processados devem ser a base da nossa alimentação. Já os alimentos ultra processados, que existe no mercado macarrões que se incluem nessa categoria, devem ser evitados, porque são feitos com outros produtos, além de faria e água, que são, produtos químicos, aditivos, corantes, que tornam esse alimento artificial. Então, a recomendação é que as massas sejam frescas ou secas, mas feitas de alimentos.”

Para saber mais sobre dicas de alimentação saudável, que podem ser encontradas no Guia Alimentar para a população brasileira, acesse o link.

Fonte: Diane Lourenço / Agência Saúde


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo