Médico descarta febre amarela como causa de morte de paciente internada em Muriaé



Está descartada a possibilidade da morte da paciente de 79 anos, que faleceu nesta quinta-feira (25), no Hospital São Paulo (HSP), ter sido causada por febre amarela. A informação é do médico infectologista Daniel Licy, que relatou que a idosa, que tinha suspeita da doença, veio a óbito em consequência de uma icterícia obstrutiva – ou seja, de uma obstrução das vias de passagem da bile, o fluido que é produzido pelo fígado e armazenado na vesícula. O problema também provoca amarelamento da pele, mas não tem, necessariamente, relação com a doença causada pelos mosquitos Haemagogus e Aedes aegypti.

O médico informou ainda que o outro paciente internado no HSP com possibilidade de febre amarela, um homem de 34 anos, continua em observação e com as causas da internação sendo investigadas. A amostra de sangue coletada já seguiu para análise na Fundação Ezequiel Dias, em Belo Horizonte, e o laudo definitivo deve ser emitido em cerca de 10 dias. Vale destacar que, caso a suspeita se confirme, as informações obtidas apontam que a contaminação não teria ocorrido em Muriaé, já que o paciente em questão é morador do Distrito Federal e estava, desde o fim de 2017, a passeio na Região dos Lagos (Rio de Janeiro) e no município de Barão de Monte Alto.




Vacinas estão disponíveis em unidades de saúde

A vacina contra a febre amarela está disponível em todas as unidades de saúde da cidade. O objetivo da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde, é proteger os muriaeenses contra a doença. As doses estão sendo aplicadas seguindo uma escala devido ao prazo de validade dos frascos, evitando, assim, o desperdício e a falta do produto. De acordo com a recomendação do Ministério da Saúde, uma única dose é suficiente para imunizar a pessoa por toda a vida.

“A Prefeitura de Muriaé está fazendo a sua parte, disponibilizando infraestrutura, servidores capacitados e vacina contra a febre amarela. Estamos atentos e empenhados em proteger os muriaeenses contra a doença”, diz o prefeito Grego.

Confira a escala de vacinação nas unidades de saúde de Muriaé:

Segunda-feira: Planalto, Dornelas, Porto, Joanópolis e Gaspar

Terça-feira: PSF Safira, Barra I e Inconfidência

Quarta-feira: São Gotardo, Clóvis de Aquino, São Francisco, Santa Terezinha, São Cristóvão, José Cirilo, Cardoso de Melo, Santana, Barra II e Vermelho

Quinta-feira: Centro, Marambaia, São Pedro, Itamuri, Belisário, Boa Família, Policlínica Safira e Aeroporto

Sexta-feira: Santo Antônio, Bom Jesus da Cachoeira e Primavera

* Para receber a dose é necessário levar cartão de vacina; se não tiver o cartão, levar documento de identificação pessoal.

* As unidades de saúde e o Centro Municipal de Imunização funcionam de segunda a sexta-feira, de 7h às 17h (sem intervalo para almoço).

Fonte: PMM

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.